Google+ Followers

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Pavlova! e algumas coisas sobre Fama.


 


Olá, gente, esta receita de Pavlova já apareceu neste blog, mas resolvi reapresentá-la porque me disseram que ela não tem sido encontrada. Parece que a dificuldade decorre do fato de eu ter colocado a palavrinha "mini" antes de Pavlova, vá entender, rsrs. Ah, por falar em encontrar coisas buscadas, devo dizer que coloquei uma caixa de pesquisa nova, aí na barra lateral. Acabei de testá-la e vi que está funcionando perfeitamente. Achei esta caixa melhor do que a anterior, pois na resposta já apresenta os posts em que a receita foi mencionada, e não apenas os links. 
 

  


Tenho de informar também que, como o meu marido entrará em férias, a partir de amanhã (atualização: isso foi escrito no domingo, rsrs), é possível que eu me torne um pouco ausente no blog, e em "blogville". É que tencionamos fazer umas viagenzinhas, nos próximos dias. E eu só não digo com certeza que vou estar realmente ausente porque tenho tablet e vou tentar dar umas acessadas, de vez em quando (ô vício), rsrs. De qualquer modo, não me abandonem, pois estou deixando programados uns posts bacanas. 

A receita das Pavlovas está aqui, a única diferença destas da foto é que eu joguei sobre elas umas raspas de chocolate branco. 


******************************************************* 


Fama 

Faz tempo que eu tenciono falar de coisas nas quais tenho refletido, que me chamaram a atenção ou julguei interessante, e vou começar a fazer isso agora, falando sobre fama. Devem ser muito raros os seres humanos que nunca desejaram ser famosos, ainda que tenham tido esse desejo só em breves momentos de fantasias. Contudo, a fama parece ser uma dessas coisas que, embora neutras, têm muita propensão para se tornarem negativas. A prova de que a fama é perigosa - segundo o meu ponto de vista -  é o fato de tantos famosos terem morrido jovens, de causas que parecem estar intrinsecamente ligadas a ela. Sim porque, pensem um pouco, ser famoso é o mesmo que ser popular, carismático, bem aceito por desconhecidos né? Pois todas essas coisas podem ser transformadas em riqueza, e riqueza atrai muita cobiça. Lembro-me muito bem de ter ouvido o George Harisson afirmar, numa entrevista, que tinha adorado ser um Beatle, no início da carreira, mas não podia dizer o mesmo da fase do "depois", rsrs. Greta Garbo foi outra que se aborreceu com  a fama e pedia que a deixassem só: "I want to be alone", teria dito ela muitas vezes, rsrs.  



 

Um das piores coisas da fama é o assédio de empresários, agentes, profissionais ligados ao meio, e atravessadores, todos doidos para tirar um naco das riquezas que pessoas carismáticas ou talentosas podem gerar. Aliás, agente ganancioso, que assina centenas de contratos, em nome do seu cliente, a fim de lucrar mais, foi muitas vezes mostrado em filmes sobre artistas. E se ser explorado por um agente ganancioso, porém "honesto", já é horrível, imaginem como é ser explorado por um agente ganancioso e desonesto.  E, acreditem, um monte de artistas já denunciou agentes dessa laia.  

  

 

E há também a perseguição implacável dos paparazzi e dos fãs mais afoitos. Os paparazzi muitas vezes se mostram muito inconvenientes, e o mesmo pode se dito de muitos fãs. E, vejam que até o momento só falamos de gente normal, mas existem, é claro, os anormais, classificação que inclui dos tremendos caras de pau aos psicopatas. Por todas essas coisas, muitos artistas já lamentaram o lado ruim da fama, como atestam as frases abaixo:

 "Há uma série de vantagens que vêm com a fama, mas cada ponto positivo corresponde a um negativo".  Ashton Kutcher

"A fama me trouxe tanta infelicidade!" - Brigitte Bardot

"Fama significa que milhões de pessoas têm uma idéia errada de quem você é" - Erica Jong

"As pessoas que recebem mais dinheiro e mais fama frequentemente são miseráveis, inseguras e depressivas. É estranho que todo mundo continue comprando essa idéia de que mais sucesso, fama e dinheiro é bom". - Moby

"A fama é tão corrosiva, que você tem que se guardar muito estritamente contra ela" - Edward Norton

"Jamais desejei ou desejaria a popularidade, sou individualista demais, para que pudesse suportar a invasão de que uma pessoa popular é vítima." Clarice Lispector

"A menos que você tenha uma grande ética de trabalho, a fama é uma coisa terrível de se ter".  - Denis Leary

Outras:

A atriz Scarlett Johansson foi entrevistada por um designer, em 2006, que na verdade, apalpou-a, alegando que queria ver como o vestido dela fora feito. Mais tarde ela disse: "Alguém que eu nunca vi antes me acaricia, para a sua própria satisfação...".

Celebridades podem ser insultadas por paparazzi, a fim de que reajam e eles possam tirar delas uma foto impactante.

 A atriz Michelle Williams, na época do lançamento do filme "O Segredo de Brokeback Mountain", em que ela era uma das estrelas, disse que ela e o seu - então - noivo Heath Ledger (um dos protagonistas do filme, ator muito talentoso, morto aos 28 anos, em 2008) poderiam mudar-se para a Grécia ou Amsterdam: "um lugar sem paparazzi, fofocas ou revistas, onde não temos de nos sentir tão autoconscientes, porque isso mata um ser criativo". 


As frases acima são apenas algumas, das muitas que venho arquivando, ao longo dos anos. Não faço isso por morbidez, pois sei que a fama também tem o lado muito bom, das possibilidades, do abrir portas e permitir grandes realizações. Porém, o fato de tanta gente famosa ter enfatizado o lado negro da coisa deveria colocar os aspirantes à fama de sobreaviso. Mas isso não acontece, sabem por que? Porque geralmente não vemos e nem sequer pensamos no lado B das coisas da vida que, no entanto, existe, como registrou o poeta Fernando Pessoa, nos versos abaixo:

"As coisas sonhadas só têm o lado de cá... Não se lhes pode ver o outro lado...Não se pode andar à roda delas...  O mal das coisas da vida é que as podemos ir olhando por todos os lados…”  

 Eu acho até que isso tem que ser realmente assim, já que o excesso de informação e prudência podem ser muito imobilizantes. Mas é preciso também que as pessoas se conscientizem dos aspectos básicos de algumas coisas que desejam, ou irão cair das nuvens, caso as mesmas lhes sejam dadas, rsrs.

 Nota: todas as fotos ilustrativas do texto sobre fama foram tiradas da Internet.
  







19 comentários:

Andréa disse...

Bom dia querida!
Fico encantada com suas receitas, são sempre bem caprichadas e nos deixam com água na boca.

O preço da fama é alto, tem gente que se deslumbra e outros caem e ficam no anonimato rápido, tudo que sobe desse.
Outros não sabem desfrutar da fama acabam se destruindo com as drogas e acabam morrendo ou na miséria.

Feliz férias, namore bastante!
Bjs

Prata da casa disse...

Olá Marly: adorei estas lindíssimas pavlovas. Ando tentada em experimentar e, vendo as suas fotos, ainda me deu mais vontade.
Belíssima também é esta reflexão sobre a fama. Todo o lado "bom" tem o seu reverso,sem dúvida.
Goze bem as suas férias, que por cá ,ficaremos à espera de novas postagens.
Bjn
Márcia

Pedrita disse...

esse doce parece uma delícia. acho q há profissionais ávidos por uma foto comprometedora, pq há pessoas q compram esse tipo de informação. é a lei da oferta e da procura e a falta de informação gera o apego aquilo q não é importante, a vida do outro q nem conhecemos pessoalmente. a curiosidade existe, mas alimentar e mostrar q é legal é esquisito. e acho q o reconhecimento e a aprovação já começa na família. o filho quer q o pai aplauda suas conquistas. beijos, pedrita

Sabores Autenticos disse...

Têm um aspeto fantástico!
Bjs

ONG ALERTA disse...

Água na boca, o ser humano busca reconhecimento e muitas vezes se perde...pena.
Beijo Lisette.

São Ribeiro disse...

Lindas, eu fiz por duas vezes mas foram sempre parar no lixo pareciam bolachas.
Mas hei-de tentar novamente,pois não sei se é do forno ou da receita que fiz
bj

Rosa Paula disse...

Oi, Marly! Feliz ano novo! Suas delícias sempre nos dando água na boca! Adorei as reflexões sobre a fama!Também gosto de usar o blog como esse espaço de (re)pensar algumas coisas.
Beijos,
Rosa
Le Paquet

Licia Dutra disse...

A fama só é boa enquanto ainda não se tem. Faça uma ótima viagem,descanse e se divirta muito! Bjss.

Gina disse...

Marly,
Bela pavlova e ótimas reflexões!
Sabe que sempre fico atenta a isso, por conta do filho músico... Nem tanto ao mar nem tanto à terra...
Boa viagem!
Bjs.

Cantinho da Zazá disse...

Oi Marly!
Pra variar, mais uma receita de dar água na boca!
Posso te dar um conselho?
Desconecte-se e curta as suas férias!!!
É sério! Dá um OFF no computador e se joga na sua Vida, na sua casa, na sua Família e onde mais vc quiser! Sem compromisso de fotografar ou pensar em post... você vai ver que " não dói" e que vai valer a pena!
E tem mais: na volta estaremos TODAS AQUI!!!
FELIZ 2014!!!!!!!!!!!!!!!!!
Bjs,
Zazá

heloisa de mesquita inoue disse...

Hummm, acho que vou tentar fazer, boas ferias! Beijos!

✿ chica disse...

Gostei da receita e fama nunca me seduziu,rs beijos,tuuuuuudo de bom,chica

Renata disse...

Oi Marly,
Amei o seu texto, e de vez em quando me pego tentando analisar o "mundo paralelo" em que vivem os famosos rs.
Quanto à pavlova, está linda demais! Tive o prazer de fazer pavlovas umas duas vezes e adorei esta linda sobremesa. Tem um apelo visual incrível e o paladar corresponde ao que os olhos vêem. Parabéns, as suas ficaram perfeitas!
bjsss
PS. A propósito, meu blog continua fora do ar :o(

Marlene Pires disse...

Oi Marly como sempre trazendo receitas deliciosas. E que delícia sair de férias, desejo que seu passeio seja muito proveitoso e que descanse bastante e já que vai levar o tablet não esqueça das amigas hein!!!!
Quero aproveitar para desejar que o ano de 2014 seja cheio de paz e saúde.
Bjos e fique com Deus,
Marlene

Heloísa disse...

Lindas suas Pavlovas, Marly.
Espero que aproveite bem suas férias.
Quanto à fama, gostei bastante das sua colocações.
Beijos, amiga.

Zizi Santos disse...

Marly
eu queria comer uma Pavlova nesse momento!
ah como eu queria!
vou até ali comer uma colher de mel! rsrs
brincadeirinha
boas férias, viaje , divirta-se e abrace o tablet sim. Companheirinho de todas as horas.
Sobre a fama, acho que alguns lidam com ela facilmente. Quando ela desaparece alguns entram em depressão. Se alguém conquistou, que saiba preserva-la bem e não deixar que ela o aprisione em demasia. Hebe Camargo foi famosa e viveu bem com a fama.

bj Zizi

Patricia Merella disse...

Ma,o nome é chic,confesso que nnca ouvi falar em "Pavlova"
Fama,amiga nunca desejei ser famosa,gosto memso da minah liberdade de chegar e parti.
Fama no Brazil é bem diferente de cá,as pessoas famosas n tem tanto assedio.Aproveite as férias querida,estou precisando tambem,so n trabalhei dia 25 e 1 ,marido ainda de ferias vai hoje a Portugal,beijinhos

Raquel Alabaça disse...

Que bonitas ficaram!
Como diz a minha mãe "Já não se pode ser famoso!"

tatiane disse...

Oi, Marly! Enquanto lia seu texto sobre fama lembrei do movimento grunge - eu era bem adolescente nessa época - que terminou com a morte do Kurt Cobain, do Nirava, ele frequentemente dizia que odiava a fama. Mas outras bandas que estouraram na mesma época por causa do grunge, não gostaram nada da fama, terminaram suas bandas e voltaram para seus empregos modestos, como carpintaria. Enfim, acho que os "famosos" sempre podem fazer o caminho de volta, mas as perdas por isso são maiores que os inconvenientes que a fama traz.
E estas pavlovas têm tudo para alcançar a fama de deliciosas!
beijos!

Pin It button on image hover