Google+ Followers

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Torta de Maçãs com Calda de Laranja e ...



Olá, gente, passei a tarde fazendo tortas e esta foi uma delas. Faço esta receita há tantos anos que já nem sigo mais as indicações originais, embora me inspire no que foi publicado neste livrinho do açúcar União. 



Este livro já tem umas boas décadas e este exemplar eu 'herdei' de minha mãe (anos depois eu adquiri a coleção inteira, que deve ter uns dez livros).  O fato é que já fiz esta receita como bolo e como torta, rsrs. Mas a única diferença de um para o outro é a massa, que na do bolo eu costumo fazer a de pão de ló.

Torta de maçãs com calda de laranja

Massa

Ingredientes

2 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
Pitada de sal
2 colheres (sopa) de açúcar (de preferência do refinado, mas já usei do comum)
3/4 de xícara (chá) de manteiga ou margarina sem sal (de boa qualidade) gelada e cortada em pedaços
5 colheres (sopa) de água gelada
manteiga para untar levemente a forma

300g de feijão cru para comprimir a massa, enquanto assa.


Preparo

Peneire a farinha com o sal e o açúcar e ponha-os no copo do processador de alimento. Vá juntando a manteiga aos poucos e pulsando a cada pedaço, até que a mistura vire uma farofa. Adicione a água, também aos poucos, e pulse a cada adição. Despeje a massa sobre um pedaço de plástico e achate-a. Leve a massa à geladeira por 30 minutos. Após isso, abra a massa entre entre dois plásticos com um rolo de massa (polvilhe um pouquinho de farinha sobre a massa, se ela estive grudenta), e transfira-a para a forma em que vai ser assada, que deverá estar muito levemente untada. Aperte bem a massa contra o fundo e parede da forma, e corte os excessos. Faça pequenos furos na massa (para que ela não inche durante o cozimento). Cubra-a com papel manteiga e, sobre o papel ponha o feijão cru (este feijão poderá ser reutilizado para o mesmo fim, mas não servirá mais para o consumo, por isso, guarde-o separadamente). Leve a massa ao forno médio, preaquecido e deixe que asse por cerca de 20 minutos (a massa ainda não estará totalmente assada).


Creme de Confeiteiro com leite condensado (se  desejar, use a receita de creme de confeiteiro de sua preferência)

Ingredientes

1 lata de leite condensado
1 lata e 1/2 de leite (use a lata do leite condensado para medir o leite)
2 gemas passadas pela peneira
3 colheres (sopa) de amido de milho
1 caixinha de creme de leite
4 gotas de essência de baunilha

Preparo

Misture bem numa panela: O leite, o leite condensado, o amido e as gemas. Leve tudo ao fogo e cozinhe, mexendo sempre, até engrossar e borbulhar (cuidado, pois as bolhas podem estourar e queimar a mão). Desligue o fogo e junte o creme de leite e a essência e misture bem. Cubra o creme, imediatamente, com película aderente ou papel alumínio (bem aderido à superfície para não formar crosta). Deixe esfriar e empregue.


Outros: duas maçãs grandes, sem sementes, cortadas, com a casca, em fatias bem finas (fatiei as minhas num mandolin).
 
Calda de laranja (é mais um creme)

Ingredientes

Suco coado de 3 laranjas Peras
1/3 de xícara (chá) de açúcar
1 colher (sopa) de amido de milho (Maizena)

Preparo

Misture tudo, numa panelinha, e leve ao fogo para cozinhar, até que vire um mingau.

Montagem:

Depois de a massa* estar quase totalmente assada e fria, espalhe o creme de confeiteiro no interior dela. Sobre o creme distribua as fatias de maçãs e volte a torta ao forno, para cozinhar as maçãs (uns 15 minutos). Feito isso, prepare a calda de laranja e derrame-a sobre a torta. 


********************************************************************* 


Presente


 
 



Ganhei do meu marido esta coleção de filmes europeus (Livros- DVDs), que foi lançada pela Folha de São Paulo (a imagem não está boa porque eles ainda estão no plástico). São 25 títulos, dos quais só três eu ainda não tinha visto: O Batedor de Carteira, de Robert Bresson, A Dama Oculta, de Alfred Hitchcock e... Volver, de Pedro Almodóvar. Pois é, eu não vi ainda este Almodóvar, rsrs.  O Volver e o A Liberdade é Azul são os dois filmes mais "recentes", todo o restante é bem mais antigo, Metrópolis, por exemplo é de 1927! Cada uma dessas obras tem a sua importância na história do cinema, por isso eu gostei muito do presente. Quero assistir aos três filmes que não vi e rever os outros.




34 comentários:

Danni e Lype disse...

Querida Marly,
Como sempre você ARRASA na cozinha!!! A sua torta ficou LINDA e com certeza DELICIOSA!!! AMEI!!!
Parabéns pelos LINDOS presentes!!! Você merece, querida!!!
Grande beijo, Irene

Licia Dutra disse...

Oi Marly,adoro tortas,mas nunca comi uma de maçã,a sua esta linda e parece ser deliciosa!Ótimos presentes que você ganhou! Bjss.

✿ chica disse...

Adoro torta de maças e essa com calda de laranjas,parece ótima! Teu presente foi lindo, vais te divertir! bjs, ótima semana,chica

Pedrita disse...

olha só, receita do açúcar união. e que linda que ficou. essa coleção de filmes é incrível. que presentão. tenho alguns. beijos, pedrita

Patricia Merella disse...

Ola Marly
Que delicia esta tarte de maças,nunca fiz com calda de laranja e ja esta no meu caderninho,lindo Domingo querida,bejinhos

Heloísa disse...

Marly,
Que torta maravilhosa.
Hoje queria uma dessas para minha sobremesa.

Eu também sou fã do cinema europeu. Adorei seu presente.
Acho que você vai gostar muito do Volver. É ótimo.
Beijos.

Gabi disse...

Olá Marly, que presente legal, e que torta linda eu amo torta e bolo de frutas até imagino o cheirinho dessa aí, ficou muito bonita tão caprichada. beijus

Jussara Neves Rezende disse...

Que presentão, Marly! Eu assisti ao Volver e A dama oculta, por outro lado não vi vários dos outros todos... rs
Abraço!

Jussara Neves Rezende disse...

Semana passada eu estava dizendo aos meus filhos que queria morar num casa de pedras, rodeada de flores, em algum lugar do sul da Inglaterra... e levar uma vida tão tranquila que me permitisse fazer tortas de maçãs e colocá-las à janela... rs. Como tudo isso parece muito distante e impossível, vou copiar a receita para garantir pelo menos essa parte do sonho... rs
Obrigada por essa delícia!

Regina Melo-Jocknevich disse...

Olá Marly, tudo bem?

Nunca fiz torta de maçãs, mas meu marido faz e eu adoro. Essa receita com calda de laranja deve ser uma delícia. Vou passar essa receita pra ele :)

Que legal essa coleção que ganhou. Adoro cinema, e já assisti muitos desses clássicos.

abraços, e tenha uma ótima semana

Inês disse...

Que aspecto delicioso! Fiquei com água na boca só de olhar para a fotografia! ;)))

Beijinhos,
http://www.madamexicaras.com/

Lili disse...

oi, mãe! eu, ao contrário de vc, só vi o volver. hehe. dos outros o q eu mais ouvi falar foi o a liberdade é azul... tb tenho bastante curiosidade de ver metropolis.

=*

Adriana Balreira disse...

Marly,
Que torta mais linda essa! Amei a receita, pensei que fosse mais dificil pela beleza da torta! E esse presente, que coisa boa! Depois conta dos filmes que ainda não assistiu.
Beijos
adriana

Arione Torres disse...

Oi Marly, que delícia hein???????????!!!
Quero tentar fazer!!
Parabéns pelo presentes!!
Beijos e boa semana!!

Liliane de Paula disse...

Que presentão. Maravilha!
Não gostei de Hiroshima, meu amor, nem de A liberdade é azul.
Alguns não assisti.
Ou se vi, não lembro.
A torta de maçã lembra meu paraíso.

Léia disse...

Oi Mary, eu também tenho este livro da união, é bem antigo.Adorei a torta ficou linda me deu vontade de cortar uma fatia.Beijos querida, tenha uma ótima semana.

Minha vida de campo disse...

Olá Marly,
que torta divina, fizeste me lembrar de minha mãe que fazia nos dias de inverno mingau de suco de laranja, já anotei para fazer. Que belos presentes, tens distração para um bom tempo.
Bjos tenha uma ótima semana.

Renata Boechat disse...

Hey Darling, how's everything?

Não posso dizer que gosto mais da torta que dos filmes...rsss
A torta linda, claro, com um certo ar vintage, seria para acompanhar os filmes? mas só poderia me contentar com uma pequena fatia,
Agora os filmes, ah, quanto bom gosto! Meus cumprimentos ao marido que sabe de tudo!
E a você, claro, que vai ter o prazer de vê-los todos, inclusive Volver, o Almodovar mágico que eu adorei demais,depois me conta, viu?
Beijo querida, aproveite muito seus presentes!

Zizi Santos disse...

Já tive desses livrinhos da União. Como nunca fazia as receitas, doei.
Agota sinto falta.
sua torta ficou mais bonita que a deles!parabéns !
nessa hora, sempre dá vontade!
Lindo presente do marido, Deles, só assisti Volver.
Você terá ótimos momentos de cinema!
Marido te ama!!!

bjo Zizi

Vanessa Cupcake disse...

olá flor...
que receita maravilhosa e simples...
amei
mil beijinhos...
e uma maravilhosa semana

Santa Gastronomia disse...

Marly: sentaria no sofá para assistir um filme desses com a torta sendo devorada, hahaha..
Tá linda mesmo - como sempre vc arrasa!

Bjinhus..

Lia Gloria disse...

Ai, Marly, me deixaste completamente doida, agora! Primeiro com a receita. Maravilhosa!!!
E depois com a coleção. Eu adoro cinema europeu. Tenho alguns destes, mas ter a coleção és super bacana, né?! Pena que não deve mais estar vendendo...
Parabéns pela receita. Dos Deuses!

bjs

Lia Gloria disse...

Marly, voltei.
Não estou com tempo para comentar em todos os posts, mas estou lendo.
Daí vi, no post sobre Ghraiba, o nome de uma manteiga, 'noisette', e lembrei da batata. E fiquei curiosa sobre o por quê da batata se chamar noisette.

bjs

Larissa ViviTodoDia disse...

Amiga achei essa torta tao chique, deve ser uma delicia. Ficou de capa de revista! Bjos

ONG ALERTA disse...

Que torta maravilhosa, beijo Lisette.

Juliana Levine disse...

Que torta linda Marly, ate parece que saiu de um confetaria...muito obrigada pela receita...
Espero que tenha uma otima semana :D

tatiane disse...

Ah, eu lembro dessa foto do livro! Sempre quis que minha mãe fizesse aquele bolo do fundo (parece de chocolate). Quando fui perguntar dos livros, ela jogou fora. Só sobrou uma edição da Dona Benta de 1960, que eu guardo como documento histórico, porque não entendo muita coisa das receitas.
A torta ficou linda, e a combinação maçã e laranja ficou intrigante pra mim :)
beijos

A Paixão da Isa disse...

wuau wuau mas que tarte mais bonita e levando maça para mim esta perfeita esta 5* adoreiiii bjs bfs

Luma Rosa disse...

Oi, Marly!
Esse livro de receitas União tinha na casa de minha mãe e lembro bem dessa capa. Vou aproveitar que estou por aqui para procurar por ele :)
Que presentão, heim? O Metrópolis do Fritz Lang, gosto muito! Foi um filme censurado e a sua trilha sonora é a das mais fantásticas. Quem não gosta do filme, deve ao menos fechar os olhos e escutar a trilha.
Bom carnaval!!
Beijus,

Prata da casa disse...

Marly: esta tua tarte ainda está mais bonita do que a da revista.Fica bem delicada e, de certeza, deliciosa. Mais uma receitinha tua que quero experimentar.
Nota: fiz os docinhos de ananás e coco e ficaram deliciosos!!
Bjn
Márcia

Milia disse...

Hola Marly, La tarta te ha quedado de cine, nunca mejor dicho.
Me gusta mucho la tarta de manzana y me parece muy interesante, esa crema de naranja será un contraste delicioso.
Un beso

Adriana disse...

Marly belíssimo presente , devo confessar que assisti o Volver, isso por que gosto muito da Penélope Cruz ,tbm vi tudo sobre minha mãe.Quando vejo filmes com Penélope,Benicio Del Toro e Javier Bardem corro para ver rsrsrsr.Amei a torta aqui o preço da maçã começou a cair, receita anotada.Beijos.

Paulo Italo disse...

Olá, Marly.

Me interessei em fazer essa receita, mas bateu uma dúvida: qual o propósito de colocar o papel manteiga sobre a massa e colocar os feijões?

Obrigado!

Marly disse...

Olá, Paulo Italo (sumido! rsrs)

A função dos feijões é impedir que o fundo da torta cresça e ocupe o lugar que deverá ser ocupado pelo recheio. Geralmente a massa fica estufada no fundo, se a gente não a comprime entendeu? Mas não pode por feijão demais, o ideal é uns 300 gramas, como indica a receita.

Um abraço!

Pin It button on image hover