Google+ Followers

sábado, 30 de maio de 2015

Dia dos Namorados - O que é o verdadeiro amor?


                              (filme: Um amor para recordar - a walk to remember)


Olá, gente. Há muitos anos venho observando o modo como os casais que conheço expressam o amor que sentem. Também gosto de ler sobre o tema, o que me deu estas opiniões que agora exponho. A causa disso é a aproximação do dia dos namorados, evento que sempre me leva a pensar no amor romântico, e nas várias fases que ele atravessa, ao longo da vida. O primeiro amor, geralmente surgido na adolescência, é lindo e é ele, ou outro - que ocorre depois - que nos vêm à mente, quando pensamos no dia dos namorados.


                                                  ( filme Os últimos cinco anos)


O amor entre jovens é maravilhoso, pois é cheio de expectativas e inocência. Nesta época, a gente ama o amor, e ama a idéia que faz do outro, que pode ser diferente da pessoa real. Quando nos apaixonamos, o objeto do nosso amor vira uma espécie de obsessão, e só nos sentimos bem quando estamos com ele. Mas esta fase tende a passar. E não é raro que seja seguida pela decepção ou pelo aturdimento, que ocorre quando descobrimos que não sabemos de fato quem é a pessoa com quem estamos. Mas há casais que têm sorte, porque a idéia que um faz do outro corresponde à pessoa real, ou vai  aproximando-se dela, com o passar do tempo.



                                           ( encontrado em psychology.uh.edu)


O amor verdadeiro, porém, é algo profundo e sublime. Ele é construído, mas a sua construção depende de uma motivação que parece vir diretamente da alma. É o amor altruísta e capaz de grandes sacrifícios. É o amor que vivifica o outro, pois quer o seu bem. O amor vivificante é – por exemplo – o do marido que fica cuidando à noite dos filhos pequenos, porque a esposa faz uma faculdade noturna, que talvez seja até paga por ele. É claro que a situação pode ser oposta: é o marido que estuda, enquanto a esposa é a provedora que "encara" o “segundo turno”, em casa, depois de um dia de trabalho duro. A parte sacrificada aceita o sacrifício, porque deseja a plenitude do outro, deseja o bem dele. São muitas as situações que podem envolver sacrifícios numa relação, por isso eu não vou enumerá-las.





A pessoa que ama de verdade sabe que, movendo-se por amor, estará sempre contribuindo para o bem do outro e, por desdobramento, para o bem do mundo. O amor verdadeiro não é tão comum, ele é espiritual, poderoso e de muito valor.






É isso, por enquanto. Até já, com mais coisas sobre o dia dos namorados e o amor!





15 comentários:

Milia disse...

Hola Marly, ya veo que te inspira el día de los enamorados... y como siempre con unas reflexiones muy acertadas, con las que estoy muy e acuerdo.
Un beso grande amiga y que tengas un lindo fin de semana

✿ chica disse...

Adorei o tema e temos que trazer para a vida a dois, mesmo com tempo enorme de casamento, a magia dos namorados. beijos, lindo domingo! chica

Andrea Bitencourt disse...

Olá Marly!!!
Em primeiro lugar, adorei a lembrança do filme "Um amor para recordar", é uma história encantadora, não me canso de ver!
Acho que a beleza do amor realmente está na construção...mas é inegável a magia da fase de adolescência...pois é linda essa inocência de quem vê tudo pela primeira vez!!
Beijos e ótimo final de semana pra ti! =)

Arione Torres disse...

Oi querida amiga, linda forma de falar sobre o amor!
Tenha uma excelente semana, beijos e fique com Deus!!

Carina Mendonça disse...

Marly que linda mensagem! concordo com vc qnd diz que o amor verdadeiro deve ser construído. Pois hj em dia os valores andam tão invertidos. E muitas das vezes essa é a causa dos relacionamentos não darem certo. É um processo onde duas pessoas se doam, e se repeitam e desejam compartilhar uma vida juntos. bjos e um excelente fim de semana!

Andréa disse...

Olá querida Marly!
Postagem linda e inspiradora!
O verdadeiro amor não morre e nunca trai.
Acho lindo um casal envelhecendo juntos, sempre lado a lado,
seja nos momentos bons ou ruins.
Quando alguém termina um relacionamento dizendo que o amor acabou,
pra mim nunca existiu amor, pois amor é eterno, a paixão sim, é passageira.

Bjs, fique com Deus! ♥

Lúcia Soares disse...

Ótimas considerações, Marly.
O amor é re-construído todos os dias, acho eu. Aquela imagem da plantinha, que tem que ser regada todos os dias, para não morrer, é a melhor. E mesmo que a gente se esqueça de regar um dia, ela tem reserva para "aguentar" um pouco. É quando as brigas acontecem e a gente se esquece que não regou. Acredito no amor que não morre, mas que é fácil vivê-lo, não é! ( e quem o diz, né? rs)
Beijo e boa semana.

Uouo Uo disse...

thank you

سعودي اوتو


Heloísa disse...

Marly,
É verdade. Sem construção, sem entrega ao projeto de vida, o amor não surge, nem subsiste.
Beijos.

Simone Felic disse...

Boa tarde
O amor é mais complicado que podemos entender,mas a maturidade
com certeza deixa os relacionamentos mais fortificados, e não
é qualquer briguinha que acaba a vida a dois, e construção como
vc disse, aprendendo a ceder e também a ganhar quando nem espe-
ramos.
beijinhos

http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

Liliane de Paula disse...

Marly, eu acho que a gente ama, quem a gente admira.

tatiane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
tatiane disse...

Marly, concordo plenamente com as suas colocações, penso que amor e amizade andam juntos, de mãos dadas.

Se você gosta do tema, acho que deve conhecer o pensamento do Flavio Gikovate, ele fala que a maioria dos casais é formada por pessoas egoístas e generosas, e expõe com detalhes as características de cada tipo. Acho muito interessante.

beijos e boa semana!

Liliane de Paula disse...

Marly, anotei o filme " A incrível história de Adaline". Acho que por enquanto só no cinema.

Sim, para amar a gente tem que agradar e se fazer agradar.
Nada vem de graça.

Ontem vi uma filme, muito bom: "Uma nova chance para amar" com Ed Harris e Annette Bening. Num dos Telecine.

Josy disse...

Bom dia querida Marly que linda mensagem, concordo plenamente que o amor deve ser construído todos os dias. De fato, acho que o amor, como tudo em nós, é construído em todos os sentidos, desde o amor conosco mesmo até o amor para com o outro e para com tudo. Linda homenagem ao dias dos namorados. Beijinhos

Pin It button on image hover