Google+ Followers

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Pão sem glúten (saboroso!) para o World Bread Day de 2015


Olá para todos! Hoje é o dia em que se celebra o pão, evento que, na blogosfera, chega à 10º edição, unindo blogueiros do mundo inteiro. Estou falando do World Bread Day, iniciativa da Zorra, que, ao longo dos anos, tem conseguido uma adesão impressionante a ele. Mas também não é para menos, já que todos amamos o pão, alimento símbolo do sustento humano, razão de a gente chamar de "Pão de cada dia", ao rol do que comemos, rsrs.
(para mais informações, clique no logo do WBD aí na barra lateral).


Eu quis trazer para o evento um pão sem glúten, pois ainda não tinha feito um assim. Em minhas pesquisas, porém, fiquei sabendo que o pão caseiro sem farinha de trigo costuma ficar duro e sem graça, então já estava quase acreditando que teria de "cortar um dobrado" para conseguir fazer um (pelo menos) razoável pão sem trigo. E aí, para a nossa alegria, encontrei esta receita. Que sorte, gente, este pão é muito bom, ele resulta fofo e saboroso! 


Esta receita é um achado, para as pessoas celíacas!


reparem na textura desta fatia!
Eu - sem duvida - farei mais vezes este pão, apesar de não ter em minha família pessoas com intolerância ao glúten.


Pão branco sem glúten
(receita adaptada daqui)

xícara = 240 ml

2 xícaras (320g) de farinha de arroz branco
1/2 xícara (66g) de polvilho doce
1/2 xícara (81g) de fécula de batata
1/3 de xícara (46g) de amido de milho
1 colher de chá de fermento em pó comum (do tipo usado para bolos)
2 e 1/2 colheres de chá de fermento seco para pão
1 colher de sopa de goma xantana (é um produto que faz o papel do glúten, dando liga e outros efeitos à massa)
3 e 1/2 colheres de sopa de açúcar granulado
1/4 de xícara de água aquecida a 43ºC (é morninha, e não quente)
1 e 1/4 de xícara de leite aquecido a 43ºC (é morninho, e não quente)
1 e 3/4 de colheres de chá de sal (são quase duas colheres)
2 colheres de sopa de óleo de canola
3 ovos grandes
2 colheres de sopa de manteiga amolecida + um pouco para untar a forma
1 colher de sopa de suco de limão


Preparo

Ponha o fermento para pão + ½ colher de chá do açúcar e a água morna na tigela da batedeira. Ligue a batedeira em velocidade baixa para misturar tudo. Desligue a batedeira e espere de 5 a 10 minutos, até que o fermento vire tipo uma espuma (isso é para testar se o fermento está ativo e também para apressar a fermentação do pão).
Adicione o açúcar restante, o leite, o óleo de canola, a manteiga, os ovos e o suco de limão. Ligue a batedeira para misturar tudo.  (neste ponto, a manteiga não parece misturar, mas ela será incorporada à massa, quando entrar as farinhas).
Adicione os ingredientes restantes e misture tudo, em velocidade baixa. Em seguida, aumente a velocidade para média, e deixe que bata por 5 minutos. Se houver ingredientes espalhados pelas paredes da tigela, desligue a batedeira e empurre-os para baixo, com uma espátula, voltando a ligar a batedeira, até que complete os 5 minutos. A massa vai ficar com uma consistência semelhante a de bolo denso (grossa). .
Despeje a massa numa forma grande (22 X 12cm) para pão, untada com manteiga. Nivele bem a massa com uma espátula (é bom dar também umas batidas na forma, sobre a bancada, para que o pão fique mais bonito, pois a massa é um pouquinho difícil de espalhar). Molhe a mão (limpíssima, claro) em água e alise o topo do pão (isso é para nivelá-lo, e também para impedir que o topo do pão resseque, pois ele é posto para crescer sem proteção (eu fiz isso, porém, meti a minha forma dentro de um saco plástico grande, e só a tirei de lá uns 40 minutos depois, quando a massa já tinha quase atingido o crescimento máximo). Ponha a forma num lugar quente e sem correntes de ar, para que a massa cresça,  por cerca de 1 hora. Ligue o forno (a 190º C), 10 minutos antes de completar a 1 hora do crescimento da massa (não fiz isso, só liguei o forno no momento em que coloquei a forma de pão dentro dele, também não o liguei numa temperatura tão alta, mas ao contrário, numa mais baixa, 170º C e, mesmo assim, o pão assou em menos tempo do que o indicado na receita),
(nota: mova a forma com a massa já crescida gentilmente, para que ela não desinfle). Asse o pão por 20 minutos. Depois disso, abra o forno e verifique se o pão já está corado, caso esteja, cubra a forma com um pedaço de papel alumínio (não precisa ajustá-lo perfeitamente ao pão. Deixe que asse por mais 15, 20 minutos (ou até que o pão passe no teste do palito).
Tire o pão assado do forno e espere que ele esfrie por pelo menos 10 minutos, antes de  virá-lo sobre o prato em que será servido.








22 comentários:

São Ribeiro disse...

Esse pão parece ter ficado muito macio, e deve ser saboroso mesmo como o nome indica
Bom fim de semana

Marisa Valadas disse...

Adorei o aspecto fofinho e o tom douradinho com que ficou

Andréa disse...

Marly minha querida,
Simplesmente show essa receita eu não vou perder vou imprimir agora, adorei, adorei!
Ficou lindo mais!

Bjs, excelente fds junto a sua família! ♥

Prata da casa disse...

Olá Marly: olhando para a fatia ninguém diria que não levava farinha de trigo. Está com um aspeto bem fofinho e deve ser delicioso. Só nunca usei a goma xantana. Hei de procurar nas lojas de produtos naturais, pois esta pão merece ser experimentado.
Bj
Márcia

Adriana Balreira disse...

Marly,
Ficou muito fofinho. Parabéns pelo seu pão sem gluten. Nem parece que não leva farinha de trigo. Perfeito.
Beijos
Adriana

Helena Garcia disse...

Oi, Marly !!
Obrigada pela receita linda !
Vou tentar fazer, pela foto ele ficou delicioso, né?
Um beijo grande e um ótimo fim de semana pra vc
Helena
www.diaadiacorridinho.com.br

Gina disse...

Marly,
Numa época em que muito se fala sobre as opções para os intolerantes ao glúten, esse seu pão lindo e fofo é uma maravilha. Fiz um curso há alguns anos sobre pães sem glúten e, dependendo da "liga" empregada, o resultado varia bastante.
Quando meu braço melhorar, voltarei para os meus queridos pães.
Bjs.

Cintya Maria Pedroso Ferrari disse...

Marly,
Nunca fiz um pão sem glúten, mas você me encorajou!
Adorei a receita e parece ser bem simples de fazer. Vou testar em breve, sim, pois fiquei curiosa. Pela foto, dá realmente para perceber que ficou fofinho! Hummm...
Obrigada por compartilhar o seu lindo pão!
Beijos!

Renata disse...

Impressionante a textura dese pão sem glúten, Marly! Parabéns pelo resultado!
Bjsss

Renata disse...

Digo, "desse"

Blog da Gigi disse...

Olá amei seu cantinho!!!!!!! Seguindo!!!!!!!
http://gigicandy29.blogspot.com.br

Blog da Gigi disse...

Lindo final de semana!!!!!! Beijos

Liliane de Paula disse...

Tenho um amigo na Academia que só faz comidas diet e light.
Ele me deu farinha de banana e farinha de arroz e fiz um pão(na máquina) que ficou bom.
Mas complementei, como sempre, com os grãos todos que tenho aqui.

zorra disse...

Your loaf looks very fluffy! Thank you for joining World Bread Day!

Marisa Vlasic disse...

Incrível a textura desse pão Marly, estou impressionada!! Há algum tempo tenho evitado ingerir alimentos com glúten e estou me sentindo bem. Essa receita vou levar para experimentar com toda a certeza, pois a aparência desse seu pão não deixa dúvida que é mesmo muito fofinho e saboroso!! Beijinhos

Liliane de Paula disse...

Marly, aprendi a comer cuscuz sem leite de coco(molhadinho) quando estava na Residencia Médica. A cozinheira que preparava nossa comida fazia cuscuz misturado com carnes ou ovos fritos.
Muito bom, também.

Blog da Gigi disse...

Lindo domingo!!!!!!!!! Beijos

Patricia Merella disse...

Olá querida Marly, hum fiquei com vontade deste pão. A textura está fantástica. Não sei se acharei a Xantana por cá. Tenha uma feliz semana, beijinhos

Blog da Gigi disse...

Linda semana!!!!!!!!!!! Beijos

Liliane de Paula disse...

Marly querida, foi num momento de loucura que pensei em sacrificar Antoniela.
A doença é curável. Pode demorar.
Ela tem Lipidose Hepática.
Está com sonda que vai do pescoço ao estômago.
Ela deixar eu dar comida pela sonda.
E já está se animando para alimentar.
Preciso é de ter paciência.
Não é fácil ter que alimenta-la a cada 3 h.
Mas qdo ela voltar a comer, vou espaçar até retirada da sonda.
Vamos torcer. Obrigada.

ONG ALERTA disse...

Que delicia bjbj Lusette.

Jussara Silva disse...

Oi Marly.
Muito interessante esse evento, e a receita desse pão é incrível. Eu amo fazer pão! E comer também. Rsrs
Bom dia e um lindo resto de semana! Bjs.

Pin It button on image hover