Google+ Followers

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Bolinhos de Purê de Batatas e o ... Tempo



Olá, gente boa, que sempre está passando por aqui, desejo a todos um mês de outubro supimpa! 


Preparei hoje, os bolinhos da foto, que são feitos de purê de batatas e ovos, com os acréscimos que se queira fazer. 


Na receita original havia Pancetta, entre os ingredientes, mas eu usei o que tinha, ou seja, salaminho, rsrs. Porém, como ando numa fase vegetariana, fiz uma parte deles sem o salaminho, que só acrescentei à outra metade da massa (ou eu não os comeria, rsrs).



Os bolinhos ficam muito gostosos, como vocês podem imaginar, já que o purê de batatas é saboroso sozinho (que dirá com temperos extras e o acréscimo de queijo, frios ou carnes). Mas eu achei que seria mais prático e rápido fazer estes bolinhos em formas de muffins ou outras, em vez de moldá-los com um cortador de biscoitos, como indica a receita. De qualquer forma, usando o cortador, eles ficam como fatias de purê assadas, crocantes por fora e moles por dentro.
  
 Bolinhos de Purê de batatas
(receita adaptada daqui)

 Ingredientes

800g batatas, descascadas e lavadas
2 ovos
2 colheres de sopa de cebola, bem picadinha
Sal e pimenta do reino moída na hora, a gosto (não usei a pimenta do reino)
1 xícara Pancetta (ou presunto, ou bacon ...), em cubos
2 colheres de sopa de manteiga
1 colher de sopa de leite, se necessário (não usei e a massa já estava meio mole)
2 colheres de sopa de cebolinha picada

4 colheres de sopa de farinha de rosca (para polvilhar sob e sobre os bolinhos); usei Panko.

Instruções

1. Cozinhe as batatas em água salgada até estarem macias. Enquanto isso, frite levemente a cebola, até que fique transparente e reserve-a. Amasse as batatas.
2. Em uma tigela grande, misture as batatas, os ovos, a Pancetta, a cebola, a manteiga e a cebolinha. Tempere com sal e pimenta, a gosto (vá devagar com o sal porque as batatas já estão temperadas, certo?). Ajuste a textura com um pouco de leite, se necessário (não precisei usar o leite, achei até que um só ovo seria suficiente, para fazer os bolinhos moldados; mas é possível que as minhas batatas fossem muito úmidas).
3. Preaqueça o forno a 190 ° C e Forre uma assadeira com papel manteiga.
4. Na assadeira, usando um molde redondo (de cortar biscoitos; o meu tinha 6 centímetros de diâmetro), espalhe uma camada de farinha de rosca no fundo, em seguida, espalhe a mistura de purê de batatas. Pressione levemente com as costas de uma espátula, e polvilhe por cima outra fina camada de farinha de rosca. Retire o molde de anel e repita o processo.
5. Asse no forno a 190 ° C, por 10 minutos (os meus levaram 20 minutos!), ou até dourar e sirva quente.

Nota: Você pode adicionar queijo parmesão ralado, em cima dos bolinhos.



 ***********************************************************


O Tempo

Vocês já pararam para pensar na questão do tempo? Todos sabemos muito bem o que é o tempo, e inclusive achamos que o nosso tempo não é suficiente para fazermos tudo que devemos, não é verdade?  No entanto, ninguém - em minha opinião - jamais explicou o tempo de modo definitivamente claro. Ou talvez seja eu mesma que não alcance o sentido das explicações dadas, rsrs. Eu li o Uma breve história do tempo, do físico Stephen Hawking.



Li alguma coisa do filósofo francês Henri Bergson. E agora iniciei a leitura do livro abaixo (e até o momento continuo na mesma).



Uma vez - faz muito tempo, eu era pré-adolescente - perguntei a um amigo o que era o tempo, e ele respondeu: "É tipo caminhar por uma estrada, em que vão ocorrendo coisas. A gente inclusive dorme e acorda, ao longo da estrada, e sempre continua a caminhada. Mas tem um detalhe, não se pode voltar ao caminho já percorrido. Então caminhamos e caminhamos, enquanto vivemos", rsrs. Na época achei a explicação meio bizarra, porém, quanto mais vivo, mas acho que ele tinha razão. 
Pensem bem, o próprio Einstein disse que o tempo é uma ilusão, coisa que dá o que pensar, né não?   

Na escola a gente aprende que o ano é o tempo que a Terra leva para dar uma volta completa em torno do Sol, coisa que equivale a (mais ou menos) 365 dias (dos nossos dias, de 24 horas). Porém, aprendemos também que os outros planetas fazem este percurso em tempos diferentes, o planeta Saturno (aquele dos anéis), por exemplo, leva 29 anos e 6 meses, para fazer o seu giro, em volta do sol (mas o dia de Saturno é de 10 horas e 15 minutos; lembrando que um dia é o tempo que um planeta gasta para dar um giro em torno de si mesmo). 

 Já Netuno, tem um dia de 16 horas e 7 minutos, porém gasta o equivalente a (mais ou menos) 165 anos terrestres, para fazer o seu giro em torno do sol. Isso me levava a pensar (ainda na pré-adolescência) que se houvesse bebês em Netuno, eles seriam bebês por muito mais tempo que os nossos (ou, não; talvez já nascessem sabendo tudo que lhes interessassem, como os animais. Se é que uma coisa tem a ver com a outra, rsrs).  Hoje eu sei que há muitos eventos na Ciência, cuja ocorrência não se encaixa nas concepções intuitivas que a gente pode fazer sobre o assunto. 

O escritor Jorge Luís Borges, escreveu, sobre o tempo:
 
"O tempo é a substância de que sou feito
O tempo é um rio que me arrebata, mas eu sou o rio;
é um tigre que me despedaça, mas eu sou o tigre;
é um fogo que me consome, mas eu sou o fogo".

O fato é que o tempo é uma coisa misteriosa, que está ligada a movimento e também ao espaço. No livro bíblico do Apocalipse, o profeta diz que nos fins dos tempos, ele viu que: “O céu retirou-se, como um pergaminho que se enrola; e todos os montes e ilhas foram removidos dos seus lugares.” Ap. 6:14

Numa situação assim, seríamos levados a imaginar que já não haveria mais tempo, a Terra estaria, portanto, dentro da eternidade. 







15 comentários:

Pedrita disse...

deve ser muito gostoso. beijos, pedrita

✿ chica disse...

Hmmmm Adorei os bolinhos,lindos, apetitosos. E o tempo? Um danado que corre e voooooooooa! bjs, chica

Andréa disse...

Marly minha querida,
Adorei a receita e o formato dos seus bolinhos de purê de batata.
É muito bom vira aqui no seu cantinho aprendo muito contigo!
Suas fotos estão lindas!

Que Outubro seja um mês de muitas bençãos pra vc e sua família!

E o "Tempo" difícil pensar pois ele está passando rápido.
Hoje em dia o tempo é precioso, preciso dele p/ ler esses livros
que vc nos indica, rsrs.

Bjs, excelente fds! ♥

A Casa Madeira disse...

Marido ama essas questões já leu todos os livros;
e ainda filosofa sobre o assunto... eu já prefiro os
bolinhos devem ficar saborosos;
Bom final de semana

Liliane de Paula disse...

Deve ter ficado uma delícia.
E sua ideia de colocar em forminhas foi genial.
Vou fazer uma mistura aqui de purê com "miles" coisas e colocar em forminhas.
Vamos vê o sabor que vai ficar.

O tempo? Não sei definir. Acho que cada um pode ter sua definição.
Para mim ele tem tamanho. E é curto.

coisinhasdage disse...

Amei esse bolo de pure de batata, tá com uma cara ótima. Obrigada por compartilhar. Bjs

Coisas de Tássia disse...

Parece um bolinho que meu pai faz e que adoro.

Quanto ao tempo, já refleti várias vezes, além de refletir na universidade discutimos muito os conceitos e a relatividade do tempo (afinal historiadores viajam mesmo, rsrsrsrsrs).

Bom findo

Prata da casa disse...

Querida Marly: estás muito filosófica, amiga, e já me deixaste a pensar, o que é sempre bom. No entanto, à pergunta " o que é o tempo" não sei que responder. Penso que já disseste o suficiente.
Quanto aos bolinhos estão lindos,lindos!! Devem ser muito bons e a ideia de os fazer em formas de muffins é ótima.
Bjn
Márcia

Renata disse...

Os bolinhos devem ser muito deliciosos e versáteis! Até A batata deve poder ser variada, não? Aipim, batata doce, mandioquinha... iiihhhh isso vai longe!!!
Essas filosofias do tempo me fizeram lembrar de uma teoria (não lembro de quem nem onde li rsrs) que me pareceu bem sensata e fala sobre essa sensação que temos de que a cada ano que passa o tempo parece passar mais rápido. Segundo a tal teoria, é tudo uma questão de referência. Quando somos crianças com apenas alguns anos de vida, o intervalo de 365 dias é uma grande fração de nossas vidas. Já quando somos adultos e vamos envelhecendo a cada ano, este mesmo intervalo de 365 dias vai se tornando uma fração cada vez menor em relação à nossa existência, por isso, a sensação de que o tempo passa mais rápido! Não pude deixar de concordar rsrs
Marly, obrigada pela receitinha deliciosa de hj e tenha um ótimo final de domingo!
Bjsss

Sadhia Hage disse...

minha querida amiga eu demoro mas venho né eu amei seu post as batatas sempre me encantam ,tenho poucas receitas no blog com batatas mas esta esta maravilhosas e s livros são minha perdição mesmo eu amo ler .
bjinhos doces

Isabella Morais disse...

Adorei essa receita!

Arione Torres disse...

Oi Marli, adorei a receita e os livros!
Beijos e fique com Deus!!

Arione Torres disse...

Oi querida amiga, vim lhe desejar um excelente final de semana, beijos e fique com Deus!!

Claudia Leonardi disse...

Hummm eu amo purê de batatas e adorei a receita!
Os livros também são bem interessantes.
Obrigada pelo visita ao blog, querida :)
Bjks mil e uma otima semana

www.blogdaclauo.com

Rosa Paula I Le Paquet disse...

Oi, Marly! A receita deve ser mesmo deliciosa!
Amo divagar sobre o tempo. O marido está lendo o livro do Stephen Hawking e tem lido alguns trechos para mim. Gosto das concepções quânticas sobre tempo e espaço, embora certamente não entenda em profundidade metade do que é dito! rs
Você já assistiu Interstelar? É um filme que também viaja um pouco nessa questão. Acho que você vai gostar.
Beijos

Pin It button on image hover