sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

Bolo de queijo cremoso (cream cheese pound cake) e o que rolou nos últimos dias

 


Olá, queridos leitores! 

Aqui, no Planalto Central do país, temos tido um verão atípico, nesse início de 2022. Tem chovido muito e, em decorrência disso, as temperaturas têm caído. Chuva e temperatura amena (ou fria) são ótimos motivos para se fazer bolo, né? rsrs. 

Então eu fui pesquisar nos meus arquivos e encontrei lá a receita acima. Ela foi marcada para ser feita, logo que a vi, embora tenha demorado uns bons anos até que o dia de hoje chegasse. Todos conhecemos o bolo, feito com queijo cremoso, o tal de Cheesecake. Mas o cheesecake tem textura de pudim, enquanto que o bolo acima resulta com a consistência comum, dos bolos, sendo que este é mais fofo do que a média. Enfim, o bolo foi feito, provado e aprovado, pelo povo da casa.

Bolo de queijo cremoso  (cream cheese pound cake)

(receita daqui)

Ingredientes

1 pacote (226  gramas) de queijo cremoso, tipo filadélfia, na temperatura ambiente

1¼ xícaras (284g) de manteiga com sal, na temperatura ambiente (coloquei só 1 xícara)

3 xícaras (600g) de açúcar granulado comum

6 ovos grandes, na temperatura ambiente

2 colheres de chá de extrato de baunilha (usei 1 colher de chá de extrato de baunilha e 1/4 de colher de chá de extrato de amêndoas)

3 xícaras (375g) de farinha de trigo

¼ xícara (buttermilk em temperatura ambiente (veja como fazer o buttermilk caseiro no fim desse post)

açúcar de confeiteiro, para polvilhar

 Instruções

 Pré-aqueça o forno em 163ºC. Unte uma forma grande com furo no centro, com manteiga e farinha ou pulverize com spray antiaderente (a minha forma tem 25 cm de diâmetro e uns 7cm de profundidade. Deve haver pelo menos uns 3 centímetros entre a altura da massa e a borda superior da forma).

Na tigela da batedeira, equipada com o acessório em forma de raquete, misture o cream cheese e a manteiga até ficar homogêneo (cerca de 3 minutos).

Aos poucos, adicione o açúcar e misture até ficar leve e fofo.

Adicione os ovos, um de cada vez, misturando bem após cada adição. Acrescente o extrato de baunilha.

Acrescente a farinha,  aos poucos, e misture até ficar homogêneo.

Retire a tigela da batedeira e despeje o buttermilk. Misture à mão até incorporar. Use uma espátula de borracha para raspar as laterais da tigela para incorporar todos os ingredientes.

Despeje a massa na forma preparada. Asse por de 1 hora a 1 hora e 20 minutos. Verifique o cozimento a partir de 1 hora. (O bolo estará pronto quando um palito inserido no centro dele sair com algumas migalhas, mas sem massa molhada.) A crosta estará num marrom dourado escuro nas bordas e mais claro no centro.

Deixe o bolo esfriar - umas duas horas - ou até chegar à temperatura ambiente. Passe uma faca em volta do bolo, soltando-o, cuidadosamente, da forma. Vire-o no prato em que o vai servir e - se desejar - polvilhe com açúcar de confeiteiro. 


Muita coisa aconteceu, desde o último post. Muitas receitas foram feitas, livros foram lidos e etc. Mas a novidade que decidi introduzir neste blog, a partir de agora, é um quadro que chamarei de "Belezas vistas aqui e por aí".  A minha intenção com isso é tirar um pouco a atenção dos meus leitores das más notícias e das feiúras, com que temos sido bombardeados, há quase 3 anos. As coisas simples, que nos cercam, continuam a existir, com a sua beleza e graça. Então eu vou apontá-las, rsrs. 
Começarei mostrando a beleza singela deste aparador de minha sala. Esta foto foi escolhida por conta da planta, que se vê no primeiro plano (Caládio/Caladium). A minha filha ganhou de presente a planta-mãe, quando ela era ainda uma mudinha. E esta planta da foto já é 'neta', da primeira planta, que pode ser vista no fundo (uma pequena parte dela) 

canecas com texto e ilustração feitas por minhas duas filhas
Mas há também, claro, as belezas simples, que vemos por aí, como estas faixas de rendas, vistas num armarinho.

uma arandela colonial, vista numa loja
e um panorama da parte sul do Lago da cidade, visto a partir de casa localizada numa das últimas quadras 

E é só para o momento. Até breve!

sábado, 1 de janeiro de 2022

As mesas dos últimos dias e o bolo do Natal de 2021


 Olá, para todos!

Eu tinha a intenção de fazer o primeiro post do ano de forma inovadora, trazendo reflexões sobre os acontecimentos atuais ou, talvez, tecendo comentários sobre os últimos filmes vistos, ou os últimos livros lidos. Mas, ao tentar começar a empreitada, fui tomada por desânimo. Os tempos atuais são complexos e desafiadores, eles comportam várias camadas de sentidos,  daquele que é ligado às mudanças decorrentes das novas tecnologias, que impactaram fortemente os empregos; aos que se associam aos problemas climáticos e às lutas geoeconômicas (o esforço dos países para recuperar poder e riqueza perdidos). E tem também a questão da pandemia e das mudanças e danos causados por ela. 

Então eu achei que era muita coisa para abordar num post, e que o assunto não é dos mais agradáveis, para que eu o trouxesse à baila no primeiro dia do ano.

Resolvi falar de coisas simples e neutras, como é o caso das mesas que montei para os nossos jantares de Natal e Réveillon, rsrs.  

 Na correria de última hora, não pude fotografar o principal destas festas: a comida!.

Montei a nossa mesa de Natal com peças mais populares, fáceis de achar em lojas do comércio, e que eu desejava que fossem douradas. 

Chegamos ao ponto de misturar louças e talheres de dois conjuntos diferentes. O resultado foi este, visto nas fotos.

eis a foto da mesa da passagem do ano


                                        
Dia 25 de dezembro é o aniversário de Lili, por isso a nossa festa é dupla, rsrs

Fiz este bolinho para ela (outro trufado de abacaxi, cuja receita pode ser vista aqui)


E é só, para o momento.
Feliz 2022 para todos, sou muito grata pela amizade de vocês. Os laços e a interação que estabelecemos têm me ajudado a atravessar os tempos difíceis que desabaram sobre nós. Desejo a cada um muita saúde, a concretização dos sonhos e a possibilidade de tornar este novo ano muito bom, a despeito de tudo! 
Até já!
 

terça-feira, 14 de dezembro de 2021

Brigadeiros de Natal e "otras cositas navideñas"


Olá, queridos leitores!
Tendo me decidido por incluir guloseimas como os brigadeiros e tals, na minha lista de presentinhos feitos na cozinha, fui tentar fazê-los e embalá-los de forma que ganhassem um 'ar' natalino, rsrs.
O resultado é este, visto nas fotos, humildes docinhos 'vestidos' para o Natal.

nestes - da foto abaixo - eu fiz a 'massa' de brigadeiro branco e rolei as bolinhas em confeitos vermelhos e verdes 
              e acondicionei estes nestas forminhas com a cara do papai Noel
        
             
A mesa (com xadrez e listas)


Usar toalha xadrez e guardanapos com listas, nas mesmas cores e na mesma mesa, fica feio? perguntou-me alguém. Eu acho que não! Mas eu, para ser sincera, também não me importo com o que as pessoas possam achar de certas combinações, que eu decidir usar em minhas mesas, rsrs.  

para a mesa acima eu improvisei este arranjo, apenas fixando umas bolas e uns galhinhos de plantas artificiais num prato para bolo.

                                                 

tenho testado também uns arranjos em dourado, porque talvez use um assim em minhas mesa natalina. Este eu quis que ficasse com uma 'pegada' do design da Escandinávia.
 como no Natal a gente tem a oportunidade de fazer algum trabalho criativo, lançando mão dos dourados e de itens muito coloridos e chamativos, é claro que é isso que tenho feito.
o vaso cheio de bolas (de vidro frágil e baratinho) ficaria bem do jeito que veio da loja. Mas eu quis aplicar estas bolinhas adesivas douradas na borda dele (ah, gente, 'me deixa dar' uma escapada fazendo artesanato, o 'clima' em volta está pesado, como vocês bem sabem, rsrs).

E é só para o momento, até já!



terça-feira, 30 de novembro de 2021

Arvorezinha de Natal de papel, marcadora de lugar, de 2021, e os pães de Natal

 


Olá, queridos leitores!
Ao longo dos anos eu tenho trazido ao blog peças de artesanato -  fáceis de fazer - e do tipo que propiciam um trabalho conjunto com crianças (que geralmente curtem este tipo de atividade e a associam à festa para a qual a peça foi feita) em quase todas as ocasiões festivas. 
Várias arvorezinhas de Natal de papel, para decorar ou marcar os lugares à mesa, já apareceram por aqui.
Hoje eu trago esta, da primeira foto, que é uma variação da que foi ensinada aqui. Para fazê-la você tem que chegar ao passo 12 e então fazer 4 cortes horizontais nos dois lados do triângulo de papel. E depois deve dobrar as pontinhas dos cortes (de cada folha do triângulo), formando um mini triângulo, a partir da extremidade do corte (veja a foto para entender).
Quando eu comecei a mostrar estas peças não havia os vídeos que hoje se encontram no Youtube, que tornam tudo mais prático. Então, se você, que me lê, quiser realmente ficar uma fera na confecção dessas arvorezinhas, dê uma olhada lá, pesquisando 'arvorezinhas de natal de papel', que já deve ter um monte de vídeos mostrando tudo. 

O Panetone e os pães de Natal


De vez em quando alguém me pede receitas de panetone, nos dias que antecedem o Natal. Eu sempre digo o mesmo: você pode fazer uma das receitas de pão doce, que já publiquei (e eu recomendo esta, em especial, à qual você deve acrescentar frutas secas, à gosto), ou pode aguardar a publicação que tenciono fazer, no futuro. Eu não fiz ainda um panetone segundo o "almanaque da panificação". E isso porque o panetone tem que passar por um período de fermentação (tempo em que a massa cresce e fica aerada) de 3 dias, ou 72 horas. É isso que deixa os panetones especialmente úmidos.
 Quero enfrentar este desafio, oportunamente. Mas por enquanto, tenho me contentado com os de compra (ou faço outro pão doce, como mencionei). 
Aqui no blog também tem receitas de outras pães, como o kouglof (ou gugelhupf), que são mais simples de fazer e resultam maravilhosos, como estes das fotos abaixo. Este pão, aliás, tem muita semelhança com o panetone. Caso você queira que ele fique ainda mais parecido, é só acrescentar essência de panetone à massa.


        até pelas fotos dá pra ver que este pão fica fofo e saboroso, rsrs.


De resto há outras arvorezinhas de Natal aqui no blog, muitas delas comestíveis. E há outras coisas sobre o Natal.
                                             
***************
E é só para o momento. Mas devo voltar em breve, até lá!    


quarta-feira, 24 de novembro de 2021

Centro de mesa (ou arranjo natalino), árvore, decoração e mesas

 


Olá, queridos e queridas, desejo que todos estejam muito bem! 
Fiz este centro de mesa (arranjo natalino), a partir da bandeja e do suporte de velas abaixo. Ele muito provavelmente será modificado. Mas, como está talvez inspire alguém que esteja à procura de ideias para decorção da mesa de Natal. Não há o que explicar, basta olhar que se compreende como foi feito, não é verdade? rsrs. 


A nossa árvore de Natal de 2021 é praticamente a mesma do ano passado. Apenas usei umas poucas bolas e ornamentos que não havia usado na outra.


E a decoração da casa, como eu disse no post anterior, está sendo limitada ao emprego dos ornamentos que já possuímos (talvez dispostos de outra maneira) 



Resolvi mostrar também esta mesa, que 'derivou' de outra, muito parecida, publicada no post anterior (mas com detalhes diferentes).



E é isso, mas tenciono voltar aqui rapidinho, porque no Natal a gente fica especialmente animada!


Pin It button on image hover