Google+ Followers

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Maminha na Panela de Pressão (à minha moda). E o Tikun.




Olá, minha gente! Como eu já disse outras vezes, neste blog, se dependesse exclusivamente de mim, e por várias razões, a minha família toda já seria vegetariana. Mas o fato é que a turma daqui sequer cogita nessa possibilidade, então eu tenho que cozinhar carne para eles todos os dias. Preferi preparar esta maminha na panela de pressão, para que ela resultasse especialmente suculenta e macia.

 Maminha na Pressão (à minha moda)

Ingredientes
 
1 peça de maminha (+ ou - 1,5 kg)
1 colher de sobremesa de sal, ou a gosto
2 dentes de alho
1/2 colher (chá) de folhas de tomilho fresco
1 pedaço pequeno de pimenta de cheiro (opcional)
1 folha grande de manjericão
1 folha de louro
2 colheres (sopa) de óleo vegetal (canola, milho, soja, etc.)
1/2 colher (chá) de açúcar
2 colheres (chá) de colorau (para quem não sabe, é urucum em pó; serve para colorir o molho e pode ser substituído por um pouco de molho de tomate ou tomate pelado, bem picado)
1 sachê de caldo de carne (caldo em pó; eu uso Sazón)
300 ml de água
1 e 1/2 colheres (sopa) de molho inglês (do tipo Worcestershire)
4 cebolas pequenas
1 colher (sobremesa) de farinha de trigo (se necessário)

Preparo


 Na véspera (de preferência), soque o alho com o sal, o tomilho, a pimenta e o manjericão, num pilão (almofariz). Faça furos bem pequenos no lado de baixo da carne e esfregue bem a mistura de temperos na peça inteira (os furos são para que os temperos penetrem na carne). Ponha a maminha num saco plástico e leve-a ao refrigerador, para que descanse até o dia seguinte. No momento de preparar a carne, aqueça o óleo, numa panela de pressão grande. Junte o açúcar e quando este começar a dourar, ponha a carne na panela e frite-a de todos os lados, até que fique bem corada. Acrescente a água, o caldo de carne, o molho inglês, o louro e o colorau. Tampe a panela e deixe que a carne cozinhe por 35-40 minutos, abaixando o fogo depois de uns 10 minutos de cozimento.Terminado o tempo, tire o ar da panela, prove o molho e corrija o sal, se for preciso. Espete a carne, se ela estiver macia, como deverá estar, junte as cebolas descascadas e cortadas ao meio. E deixe que estas cozinhem ligeiramente (mais ou menos 2 minutos). Se molho não estiver devidamente encorpado, dilua a farinha de trigo, num pouco de água e acrescente-a ao molho, mexendo para que não empelote. Sirva a carne com as cebolas.

Nota: se preferir, cozinhe a carne já cortada em bifes, como os da foto. Neste caso eles estarão cozidos em 20, minutos, mais ou menos. Se a carne "fizer" água demais, deixe que ela cozinhe um pouco para que a água diminua, ou descarte uma parte dela.



*********************************************************

O Tikun

Tikun Olam  é uma expressão hebraica que significa 'reparar o mundo'. A Cabala, que é uma derivação esotérica do judaísmo, toma este termo como sinônimo de karma. Porém, este conceito não significa apenas karma, mas engloba também aquelas dificuldades que nós temos, e que são a causa de muitos dos nossos problemas. Nossos impulsos para ações más, nossa tendência a reagir aos acontecimentos de forma impensada e potencialmente destrutiva, o incômodo e a irritação que algumas pessoas provocam em nós, nossos medos de enfrentar certas coisas, enfim, todos os transtornos que se repetem periodicamente em nossas vidas, e que exatamente por serem repetitivos já sinalizam que o problema a ser corrigido se encontra em nós, têm a ver com o Tikun. O Tikun é ao mesmo tempo a dificuldade/dívida e a obrigação de corrigi-la ou pagá-la. Corrigindo o nosso Tikun melhoramos o mundo, pelo menos no que diz respeito à nossa presença nele.

Tenho vários livros sobre Cabala. Mas formulei o conceito acima através da leitura deste.



17 comentários:

Elisabete Lira disse...

Gostei muito do teu blog. ..estou seguindo...convido a seguir o meu tbm...guerreira feliz

Prata da casa disse...

Olá Marly: a tua carne está mesmo com um aspeto delicioso! A receita é muito parecida com a minha, só que não usava açúcar. Achei muito interessante,já que este ingrediente deve dar um sabor bem especial, para não falar da cor. A experimentar de uma próxima vez.
Não conhecia o Tikun ( karma e cabala, sim, claro) e gostei de saber. Sempre a aprender por aqui.
Bjn
Márcia

Pedrita disse...

ah, essa receita eu vou guardar. adoro maminha. faço pedaços já que sou sozinha. não costumo usar nem tomilho nem coloral. assim que vi pensei que cor era aquela. agora sei, do coloral. então a minha vai ter outra cor. eu não sou mística nem religiosa. beijos, pedrita

São Ribeiro disse...

Essa carne esta com um aspecto fantástico, seria muito bem vinda para o jantar.

Anajá Schmitz disse...

Olá,
menina essa carne está divina, eu sou carnívora, só como carne e doce. haha
Que legal, tenho grande admiração pela cabala.
Bjos

Ana Maria Braga disse...

Deve ter ficado muito bom.
Gostei da receita e já estou de olho nela para fazer aqui.
Bjs

Mel Villas-Boas disse...

Oi Marly! Que carne linda! Está com cara muito apetitosa :) Eu, assim como a sua família, não penso nem um pouco em me tornar vegetariana, rsrrs
Abraço!

Patricia Merella disse...

Olá querida,eu já mostrei ao marido tua carne,parece tão boa!
Amei saber mas sobre o cabala Marly,obrigada por partilhar,beijinhos

Heleni P.G. disse...

Adorei a sugestão, embora eu, ultimamente também estou evitando a carne vermelha. Mas meu marido e minhas filhas adoram, então, anotei sua receita.
Bjssss

As Mulheres 4estacoes disse...

A carne parece estar saborosa e macia.
Observar nossas ações e pensamentos, buscar o conhecimento de si mesmo, é uma forma de "reparar" nosso mundo interno.
Um abraço,
Sônia

Ilaine disse...

Oi, Marly!

Que interessante!
E tem muita lógica nisto: se corrigirmos nosso tikun, melhoramos o mundo.
Se estamos bem interiormente... acredito que espalhamos o mesmo para as pessoas que nos rodeiam, trazendo algo de bom para o ambiente em que vivemos através de nosso modo de ser e de agir.

Suas receitas são deliciosas, amiga.
Como pouquíssima carne, Marly e já fui vegetariana por dois anos. Todavia, em uma de minhas viagens ao Brasil, voltei a comer carne. Mas eu só belisco na verdade e não como carne de frango.

Tenha um lindo dia!

Beijo da Ila

Line Silva disse...

Parece ficar uma delícia somente pela imagem apesar de não comer maminha, acho que o pessoal daqui de casa também iria adorar :D

http://www.sweetexpected.com.br/

Isa Sá disse...

Tem bom aspeto!


Isabel Sá
Brilhos da Moda

ONG ALERTA disse...

Delicia, Bjbj Lisette.

Arione Torres disse...

Oi Marly, que delícia de receita!!!
Tem dois selinhos para você lá no blog, se quiser pode pegar, ficaria muito feliz! Vim lhe desejar um excelente final de semana, beijos e fique com Deus!!

Ana Maria Braga disse...

Oi Marly! Que carne linda!
Está com cara muito apetitosa que me fez desejar.
Obrigada por compartilhar sua receita.
Bjs e boa semana.

IVANEIDE disse...

Gente, deu água na boca!!

Pin It button on image hover