Google+ Followers

sábado, 4 de outubro de 2014

Outra Mesa Para Celebração e o Melhor Pão tipo bisnaguinha que você irá comer!



Olá! Quando desejo celebrar alguma coisa, costumo pensar nos detalhes da mesa com o mesmo cuidado com que penso na comida e bebida. Mas sempre evito decorações ostensivas e dispendiosas, pois, além de não possuir peças carésimas e luxuosas, quero que as pessoas se sintam acolhidas, em minha casa, e não intimidadas, rsrs.


Neste vaso, por exemplo, coloquei apenas meia dúzia de cravos bicolores (que são lindos demais!). Depois preenchi os espaços vazios com galhos de plantinhas daqui de casa. Usei, inclusive, uns "matinhos" que brotaram espontaneamente sob uma das buganvílias, rsrs.


  
Também não me envergonho de misturar louças e talheres diferentes, mesmo porque, muitas das minhas peças são únicas (compradas por unidade, que fique claro, rsrs)





**************************************************************


 os mais macios e saborosos pãezinhos de leite que você terá provado!


 A estória destes pãezinhos é a seguinte: anos atrás (1994!) eu estava folheando uma dessas revistas que tratam do mundo rural, quando dei de cara com uma receita de pães, tipo bisnaguinhas, que seria do saudoso padeiro Benjamim Abrahão. Como sempre fui fã do trabalho do "Seu" Benjamin Abrahão, assinalei logo a receita para a fazer quando desse. Mas, qual não foi a minha surpresa, quando, já com os ingredientes espalhados sobre a bancada, comecei a perceber incoerências entre a fórmula e o título dela. No título os pãezinhos eram de leite, porém, não havia leite entre os ingredientes, e sim água! Veja bem, não estou culpando o padeiro por isso, todos vimos o trabalho dele e pudemos testemunhar que era muito bom. Acho que houve erro na transcrição da receita. Contudo, para não ter que guardar os ingredientes e ficar na vontade de comer uns pãezinhos deliciosos, peguei a receita e fui adaptando-a ao meu gosto. Por exemplo, achei que ela levava manteiga e açúcar demais, por isso reduzi a quantidade destes dois ingredientes. Também substituí a água por leite - estabelecendo uma medida racional para este ingrediente -, que era indicado em 'copo' - 1 copo - (?), troquei o fermento fresco pelo seco (o que exige que se conheça a correlação entre ambos) e aumentei a quantidade de sal, que era só uma pitada. O resultado? só experimentando para comprovar a delícia que são estes pãezinhos, nós aqui somos todos viciados neles. Agora estou compartilhando esta receita com vocês, favor que merece um agradecimento, hein? rsrs.

 a massa destes pãezinhos fica maravilhosa, elástica na medida exata, para produzir pães fofos.


Bisnaguinhas de leite (Pãezinhos tipo bisnaguinhas de leite)

xícara = 240 ml

Ingredientes 

1/2 kg de farinha de trigo 
80 gramas de açúcar
80 gramas de manteiga
2 e 1/2 colheres de chá de fermento seco instantâneo para pão
1 colher (chá) de sal
2 ovos médios ligeiramente batidos
3/4 de xícara de leite morninho (igual à temperatura de mamadeira de bebês, rsrs)

1 ovo ligeiramente batido com umas gotas de água (ou café já preparado) e óleo de cozinha, para pincelar sobre os rolinhos

Preparo

Eu tenho usado a minha MFP (máquina de fazer pão) para preparar esta receita, e agora vou lhes explicar como. Coloco os ingredientes "líquidos" no fundo da cesta da máquina: leite, ovos e manteiga. Por cima deles coloco o açúcar e o sal. Sobre estes ingredientes jogo a farinha, faço uma covinha no topo dela e ponho o fermento ali. Ligo a MFP no ciclo 'Massa" (amassar) e deixo que a máquina trabalhe por 50 minutos. Após isso, desligo a máquina e despejo a massa sobre a mesa, levemente enfarinhada. Dou uma amassada nela (não é preciso sovar nada!). Formo um rolo e corto nele 12 rolinhos iguais, modelando-os para formar bisnaguinhas (se quiser que os pãezinhos fiquem realmente idênticos, pese os rolinhos que devem ter 50, 60 ou 70 gramas cada; se sobrar massa, faça outros pãezinhos com ela). Distribua os rolinhos numa assadeira untada e enfarinhada. Pincele ligeiramente o ovo com a água sobre eles e ponha a assadeira num lugar sem correntes de ar e 'quentinho', como o forno desligado. Deixe que os pãezinhos cresçam por 30 minutos e asse-os, em forno moderado (170ºC) por 30/40 minutos (até que corem e estejam assados, rsrs). Deliciem-se!
 
Quer fazer estes pãezinhos na 'mão'? Pegue os ingredientes relacionados acima e faça como foi indicado nesta receita (são outros pãezinhos de leite).

aqui eles novamente, não falei que somos viciados?





domingo, 28 de setembro de 2014

Bolo Irlandês de Maçãs (e especiarias)



Olá, gente! Um feliz finzinho de domingo e uma ótima semana para todos! Vão desculpando aí as atualizações muito espaçadas das postagens do blog, porque a vida do lado de cá tem andado muito agitada, rsrs. Não vou listar os acontecimentos dos últimos dias, porque seria repetir o já dito, rsrs.
Bem, eu estava procurando a receita de um bolo que fosse pouco doce e de massa mais firme, quando dei de cara com este bolo irlandês de maçãs.  Esta receita é parecida com a nossa, dos 'bolos farofas', que fazemos geralmente com maçãs ou bananas. Mas ela leva menos líquidos, de modo que a massa fica mais firme. Eu comi uma fatia dele com sorvete e achei a combinação destas duas sobremesas excelente! Mas eu vi que ele também costuma ser servido com molho, o que deve tornar o sabor e textura do bolo ainda mais ricos. A receita faz um bolo pequeno, apesar das três xícaras de farinhas que entram nele. Isso se deve justamente à já mencionada pouca quantidade de líquidos.



Bolo Irlandês de Maçãs
(adaptado daqui)

xícara = 240ml

Ingredientes

2 e ½  xícaras de farinha de trigo
½ xícara de amido de milho (Maizena)
2 colheres de chá de fermento em pó
Pitada de sal
1/8 de colher de chá de cravo moído (coloquei ½ colher de chá)
1/8 de colher de chá de noz-moscada moída (coloquei ¼ colher de chá)
¼ de colher de chá de canela moída (coloquei ½ colher de chá)
½ xícara de manteiga gelada (mas não muito firme) cortada em pedaços
¾ de xícara de açúcar
2 ovos grandes
3 ou 4 maçãs (usei do tipo Fuji, 4 maçãs deixarão o bolo mais úmido), descascadas, sem sementes e cortadas em fatias fininhas (cortei as minhas maçãs numa mandolina)
¼ de xícara de leite

2 e ½ colheres de sopa de açúcar de confeiteiro (usei Glaçúcar), para polvilhar sobre o bolo



Preparo

Unte e enfarinhe uma forma pequena, redonda ou quadrada (de 18 ou 20 cm de diâmetro ou largura). Não use forma maior, pois o bolo ficará muito baixo. Numa Tigela grande, peneire: farinha, amido, fermento e especiarias.  Ponha a tigela de lado. Ligue o forno em 180º C (liguei em 160º C, porque o meu forno não tem ventilador).  Descasque, tire o núcleo e corte as maçãs em fatias bem finas.  Reserve as maçãs cortadas.  Usando um garfo ou um amassador de massas, vá acrescentando a manteiga nas farinhas e misturando tudo até que toda a manteiga esteja combinada com as farinhas. Junte o açúcar e combine tudo. Numa tigela pequena, combine bem os ovos com o leite. Jogue esta mistura na tigela de farinhas.  Junte as maçãs e volte a misturar tudo. A massa ficará bem grossa, quase uma farofa. Despeje a massa na forma preparada e nivele o topo com uma espátula. Leve a forma ao forno e deixe que o bolo asse por 30/40 minutos ou até que o cheiro de bolo assado invada a cozinha e o teste do palito revele que o interior do bolo já não está úmido. Tire o bolo do forno e deixe que ele amorne, antes de tirá-lo da forma. Depois de frio, passe o bolo para o prato em que será servido e peneire o açúcar de confeiteiro no topo dele.


Nota: assei o meu bolo numa forma quadrada de 20cm por 20cm. Poderia ter usado uma forma de 16 ou até de 14 cm, para que o bolo ficasse mais alto, mas preferi fazê-lo mais baixo. E não ficou tão baixo, rsrs.





quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Abobrinhas de Manteiga de Amendoim, para o Halloween de 2014!




Olá! Como mencionei no post anterior, quando chega setembro eu começo a me animar, por causa das muitas festas que acontecem nos últimos meses do ano, rsrs. Uma dessas festas é o Halloween, que sempre oferece oportunidade para a gente exercitar a criatividade, rsrs. Mesmo assim, só me interessei por fazer estas abobrinhas, para aproveitar um restante de manteiga de amendoim, que tínhamos aqui (acho que os docinhos devem ficar com sabor parecido, se feitos com paçoquita cremosa, que eu ainda não provei, rsrs). Estes docinhos ficam ficam gostosos e com forte aroma de amendoim.

Fiz os cabinhos das abóboras com pedaços do salgadinho 'Stiksy' porque a pessoa da página em que encontrei a receita usou um parecido.

mas guarneci os docinhos também com cravos-da-índia  e com uns confeitinhos verdes


usei esta manteiga de amendoim 



Abobrinhas de manteiga de amendoim
(receita adaptada daqui)/rendeu 35 docinhos

xícara = 240 ml

Ingredientes

¾ de  xícara de manteiga de amendoim
1 e ½ colheres (sopa) de manteiga amolecida (melhor usar só a meia colher de manteiga e mais meia colher de Karo ou mesmo mel, para que os docinhos não fiquem excessivamente gorduroso, pois a manteiga de amendoim já é gordurosa; veja que o papel desta manteiga extra é dar liga à mistura de ingredientes)
¼  de colher de chá de essência de baunilha
¼  colher de chá de gel para colorir alimento (ou corante para alimento), na cor laranja 
2 xícaras – aproximadamente -  de açúcar de confeiteiro
 

4 pauzinhos – aproximadamente - do salgadinho ‘Stiksy” (ou cravos-da-índia ou confeitinhos), para fazer os cabinhos.

Preparo
 
Misture na batedeira (misturei com um garfo, rsrs) os ingredientes, exceto o açúcar e o ingrediente que for usar para fazer os cabinhos. Tire a tigela da batedeira e vá acrescentando o açúcar, aos poucos, misturando tudo com uma colher, até obter um creme que dê para enrolar (como brigadeiro). A mistura vai tornar-se bem firme. Pegue pequenas quantidades da 'massa' com uma colher de sobremesa e faça bolinhas (do tamanho de um brigadeiro). Faça marcas nas bolinhas, com uma faquinha de lâmina lisa, imitando os "gomos" das abóboras. Espete um pedaço do salgadinho em cada abóbora, para imitar os cabinhos.

********************************************************

Aqui no blog há muitas outras receitas alusivas ao Halloween. Docinhos em forma de abóbora, por exemplo, acho que tem três ou quatro, rsrs.


*
 Basta escrever 'Halloween' na caixa em que está escrito 'o que você procura', para encontrar vários links sobre esta festa!





quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Risoto de Açafrão (Risotto Allo Zafferano)


 
Olá, para todos! Graças a Deus a coisa por aqui finalmente normalizou. Mas demorou, verdade seja dita. Bem, chegamos ao último quadrimestre do ano, época que eu gosto muito. Em breve vai começar a primavera, que será seguida pelas festas que acontecem no fim do ano. Só de pensar nisso ganhei um novo ânimo, por isso resolvi celebrar a vida com um risoto, rsrs.   Escolhi o risoto de açafrão porque tinha um potinho de açafrão em minha despensa. Quando falo em açafrão, refiro-me ao açafrão verdadeiro, que é este da imagem abaixo. Os filamentinhos que se amontoam na foto, são pistilos de uma flor chamada Crocus Sativus. Esta especiaria é tida como a mais cara entre todas as especiarias. Ela é bem diferente do cúrcuma, aquele tempero amarelo, que é também conhecido por 'açafrão da terra'. O risoto de açafrão, aqui no Brasil e em muitas outras partes do mundo, é chamado também de risoto milanês ou risoto à milanesa. Mas eu já vi um cozinheiro de Milão dizer que o risoto milanês é ligeiramente diferente, fica aí o registro, rsrs. Eu tenho o hábito de colocar o açafrão num pouquinho do caldo, antes de começar o preparo do risoto. Acho que isso ajuda a liberar a cor e o sabor do açafrão, mas muita gente acrescenta os pistilos secos ao arroz, assim que começa a adicionar o líquido. Basta um pouquinho (uma pitada) do açafrão para que o prato fique perfeito.






Risoto de Açafrão

Ingredientes


2 xícara de arroz arbóreo

2 colheres de sopa de manteiga
1, 2 litros de caldo de legumes (é melhor com o caldo caseiro)
1/2 cebola picada
1/2 xícara de vinho branco seco
1/2 colher de chá de açafrão em pistilos

1 colher (chá) de sal ou a gosto
parmesão ralado na hora a gosto



Preparo



Mantenha o caldo em fogo bem baixinho. Retire ½ de xícara do caldo ponha o açafrão nele, para que vá liberando a cor e o sabor. Aqueça a manteiga, numa panela de fundo grosso. Acrescente a cebola e deixe que frite até amaciar (uns três minutos). Junte o arroz e o vinho. Mexa, de vez em quando até que o vinho evapore. Acrescente o sal, o caldo reservado com o açafrao, e mais um pouco do caldo. Vá mexendo e acrescentando o restante do caldo, aos poucos, até que o arroz tenha absorvido quase todo o caldo e esteja macio e úmido. Mas não deixe cozinhar demais, o interior do grão do arroz tem de ficar 'al dente'.  Desligue o fogo, junte o queijo parmesão e sirva o risoto imediatamente.





sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Bolo com Peras Inteiras




 Olá, para todos! Quando escrevi o último post, estive a ponto de incluir nele o verso de uma música lindinha, dos tempos.... "jurássicos" (juventude de minhas tias), que dizia: "See you in september" (vejo vocês em setembro). É que a cada início de mês eu vou pontuando o correr do ano, e isso sempre me lembra uma música, rsrs. Mas o fato é que eu não acreditava realmente que só voltaria aqui nessas alturas, pois tenho muitos posts em rascunho, alguns já prontinhos para serem publicados. Porém, fomos - primeiro marido, depois eu - "apanhados" por um feroz vírus de gripe, que nos levou a nocaute. Eu ainda estou lutando com ele, para falar a verdade. Todavia, eu odeio ficar acamada e costumo combater as doenças levando vida normal. Então, ontem eu me enxotei da cama e me forcei a enfrentar as exigências do dia. E como no meu dia sempre tem longas passagens pela cozinha, coloquei duas máscaras cirúrgicas (meu marido dentista mantém pacotes de máscaras cirúrgicas no armário dele, rsrs) e fui lidar com as panelas. À tarde fiz este bolo, que é para ser do tipo "arrasa quarteirão", ou seja, que impressiona aos olhos e paladar. 


esta forma para pão, usada para assar o meu bolo, é grande: 34cmX11cmX6,5cm

Mas ele é simples, pois apenas combina a massa de um bolo com as tais "Peras bêbadas", aquelas peras cozidas em vinho e especiarias, que são oferecidas como sobremesas em muitos bons restaurantes. Mas convém realmente fazer uma massa de bolo especial, como a do bolo de amêndoas ou a de um bom bolo de chocolate, para que o resultado fique à altura do esforço. Eu fiz uma massa comum, porque, como já disse, não estava com aquele vigor todo, rsrs. E  queria comer algo simples, sem muitas calorias (e gorduras). Também queria que a massa crescesse a ponto de encobrir as peras, para que a visão delas, no momento do corte do bolo, provocasse uma pequena surpresa, rsrs.
 

Peras Bêbadas à minha moda

Ingredientes


3 peras de tamanho médio, maduras mas firmes (usei as do tipo bosc)

1 e ¼ de xícara de açúcar

2 xícaras de vinho branco seco

1 xícara de água

2 estrelas de anis

2 paus de canela

4 cravinhos da índia

3 bagas de cardamomo (pode ser substituído por 3 bolinhas de pimenta da Jamaica (all spice)



Preparo


Coloque a água e o vinho numa vasilha, como uma leiteira (que é altinha e não muito larga) de tamanho médio (isso é para que os líquidos cubram as peras). Junte o açúcar, e as especiarias e misture tudo muito bem. Ponha a leiteira de lado. Lave e descasque as peras cuidadosamente, mantendo os cabinhos delas. Ponha as peras na leiteira reservada e leve-a ao fogo médio, por 30 minutos. Após isso, transfira as peras para um prato, para que esfriem. 

O Bolo de Peras Inteiras:

Faça a massa do bolo escolhido, eu fiz esta abaixo. E espalhe as peras pela massa. Você pode fazer uma massa menos volumosa e que não cresça tanto, para que as peras fiquem só meio submersas, pois a visão delas também é muito atraente, eu mesma quero fazer um bolo assim, da próxima vez.
 

Bolo Básico (com peras inteiras)


 Ingredientes

2 xícaras de farinha de trigo
1 e 1/2 xícaras de açúcar
1/2 xícara de manteiga com sal
2 colheres de chá de fermento em pó para bolos
4 ovos
½ xícara de leite
6 gotas de essência de baunilha

as peras bêbadas preparadas
 
Preparo

Unte uma forma média com manteiga e forre o fundo com papel manteiga, untando o papel também. Ponha-a de lado. Bata - na batedeira - as claras em neve e passe-as para outra tigela. Bata, na batedeira, a manteiga, as gemas e o açúcar até que clareiem. Ligue o forno em temperatura média (180ºC). Desligue a batedeira e peneire a farinha juntamente com o fermento sobre a mistura de manteiga. Usando um fouet, vá misturando a farinha à manteiga, juntando a essência e, aos poucos, o leite. Por fim, acrescente as claras em neve, misturando-as cuidadosamente - sem bater. Despeje a massa na forma preparada, distribua as peras pela massa e leve a forma ao forno por cerca de 35/45 minutos (na forma de pão demorou 1 hora e 15 minutos para assar!). Depois que o bolo crescer e corar,faça o teste do palito e tire-o do forno. Espere que o bolo esfrie, por pelo 15 minutos, antes de retirá-lo cuidadosamente da forma (passe uma faca pelas laterais da forma e dê pancadinhas para que ele desprenda do fundo).





Pin It button on image hover