quinta-feira, 15 de julho de 2021

Pudim de iogurte e leite condensado, livro O Tesouro da casa Velha e...

 

Olá, meus amores!
Espero que todos estejam bem, apesar das circunstâncias difíceis que estamos a atravessar. 
A receita deste pudim tem 'bombado' na Internet, pelo motivo de ele levar apenas dois ingredientes: iogurte e leite condensado. Ele também é facílimo de fazer, já que até a calda (cujo preparo intimida um pouco os cozinheiros inexperientes) pode ser dispensada. 
É uma receita a ser considerada pelos que gostam de economia e de iguarias com sabor que lembram o do cheesecake. 

Pudim de iogurte e leite condensado 

Ingredientes

1 e 1/2 embalagens de leite condensado  (a embalagem pesa 395 gramas)
3 embalagens de iogurte natural integral (por cá, cada embalagem pesa 170 gramas)

Preparo

Pnha os ingredientes no copo do líquidificador e bata tudo até homogeneizar bem. Despeje o batido na forma (pequena)  em que o pudim vai assar  Atenção: a forma pode ser untada com manteiga ou desmoldante (e nesse caso o pudim deverá ser assado como um bolo (sem banho-maria, pelo tempo de 45 minutos) ou pode ser revestida com caramelo (como eu fiz) e assado no banho-maria. Forno médio (180º C), por 1 hora. Espere esfriar, e leve a forma à geladeira por pelo menos 4 horas, antes de desenformar o pudim. Caso opte por fazer o pudim sem o caramelo, você pode cobri-lo depois com a cobertura que desejar: geléia de frutas, zabaione, confit de frutas etc.

Calda de caramelo  (opcional)

Ingredientes

1 xícara (240 ml) de açúcar
1/2 xícara de água fervente

Veja como preparar o caramelo neste link.


O livro dos últimos dias

O tesouro da Casa Velha, de Cora Coralina


Cora Coralina escreveu este livro quando contava mais de 90 anos (a obra teve edição póstuma). Ele compõe-se de 18 contos. Percebe-se que a maioria dos textos registram flashes de memória da autora, episódios vividos por ela e bem gravados em seu espírito.

A mim, me agrada a brasilidade de Cora Coralina, o jeito de contar causos, de um modo simples e despretensiso, que são  comuns nas narrativas dos habitantes de certas regiões do Brasil. 

Também é possível perceber nos textos o espírito da época, os costumes e as tradições, muitas vezes machistas ou sujeitadoras das mulheres (a  autora nasceu em 1889).

Mas os contos têm temas muito variados e a sensibilidade e alma poética de Cora Coralina estão presentes em cada um deles. 

                                    

Resolvi publicar estas fotos, que são do outro extremo do lago mostrado nas fotos do post anterior. Este lago corta a cidade de ponta a ponta e este parque fica no lado norte. As fotos abaixo, tiradas ao acaso, um tempo atrás, não são grande coisa, pois eu nem sonhava em publicá-las. Mas nesses dias de confinamento e recolhimento tenho sentido muita falta dos passeios 'descuidados' que fazíamos num passado próximo, rsrs. 




E é só, por hora, amigos. Mas em breve teremos mais.


18 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Boa tardinha de paz, querida amiga Marly!
Seu post está tão delicioso em todos os sentidos.
Primeiro uma receita que não conhecia. Neste mês é aniversário da nora e vou fazer. Não conhecia a receita. Muito obrigada pelo partilha.
Depois, um pouco de Cora Coralina que amo, conheci sua casa em Goiás Velho e o fato dela ser doceira e gostar de escrever tem tudo a ver comigo.
Sinto imensa falta também de passeios livres, sem medos justificados de agora.
Parabéns pela escrita leve e completa nos post. Gosto muito.
Tenha dias abençoados!
Beijinhos carinhosos e fraternos de paz e bem

- R y k @ r d o - disse...

- Imagino ser um pudim delicioso
- Acredito que seja um livro xom uma narrativa bonita de se ler
- fotos lindíssimas
.
Cumprimentos
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Cidália Ferreira disse...

Brilhante publicação. Já comia uma fatia de pudim, fresquinho :))
-
Momentos de lúcida reflexão
-
Beijo, e uma boa noite.

Pedrita disse...

eu adoro colocar iogurte em receitas. muitas vezes uso iogurte pra reduzir maionese em saladas. nossa, é fácil demais de fazer. grande cora coralina. tb tenho sentido falta de fazer passeios despretensiosos. lindas fotos. beijos, pedrita

A Paixão da Isa disse...

adoro pudim e este me deu agua na boca ficou lindo assim como as fotos sao lindas desejo tudo de bom com muita saude bjs

Heloísa Sérvulo da Cunha disse...

Marly,
Que incrível esse pudim. Se não fosse você divulgando, eu ficaria desconfiada do resultado.
Cora, Coralina! Dá para imaginar uma obra após os 90?
E o verde do parque, como é importante, e como nos falta nesses tempos difíceis.
Beijos.

Dalva Rodrigues disse...

Que tentação este pudim, Marly! Assim que for ao mercado farei, furou a fila! Iogurte é um ingrediente que comecei a usar há pouco tempo, dá um toque especial, já estou imaginando no pudim!
Este passeio combina muito com o livro...relaxar, ar puro e uma boa leitura! Estou pensando seriamente em visitar a festa das cerejeiras este ano, não nos dias do evento que é super lotado, mas uns dias antes.
Abração!

Adelaide Araçai disse...

Esse pudim me fez salivar.....aaaaamo pudim, mas só comi os basicos de pão, de queijo e de leite condensado. Vou salvar a receita para testar por aqui. detalhe pudim para mim tem calda, sem calda é bolo cremoso....(coisa minha...risos)
Sabe que nesse mês aqui está bastante frio então temos optado por sair dar umas caminhadas mais longas, pois sabemos que o povo não irá aglomerar, assim fui ontem até a pista de caminhadas que antes frequentávamos todos os dias disputando espaço com familias inteiras que iam andar de bicicleta, correr ou caminhar......muitos ainda o fazem e sem o uso do máscara, o que nos levou a evitar, agora no frio esse povo não sai, aí a gente aproveita, já que estamos habituados a usar a máscara.

Muita Luz e Paz
Abraços

Lucinalva disse...

Olá Marly
Gosto demais de pudim, vou fazer pela sua receita. Belas fotos, bjs querida.

Prata da casa disse...

Olá Marly: este pudim ficou lindo e a receita é super simples, tal como eu gosto. A prova de que nem sempre o complicado é que é bom.
Interessante o livro desta autora. Vou ver se o consigo adquirir.
As fotos de um passado recente são muito bonitas.Vontade de voltar ao "antigamente"!.
Bjn
Márcia

Jussara Neves Rezende disse...

Vir aqui é sempre uma alegria: uma refeição para o corpo e outra para o espírito. Obrigada, Marly!

Camila Faria disse...

UAU Marly, não imaginava que existisse um pudim assim com tão poucos ingredientes! Adorei e fiquei com água na boca. :)

Também adorei a dica de livro, estou sempre à procura de uma boa leitura por aqui.

Um abraço!

Vanessa disse...

Olá Marly,
amei as fotos do lago e dá para apreciar a natureza e fazer uma bela caminhada ao redor do lago.
Quanto a receita de pudim eu nunca fiz aqui com iogurte, parece bom, vou testar com iogurte caseiro pois eu não tenho o hábito de usar os prontos, só alguns desnatados.
Beijos.



https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

Jovem Jornalista disse...

Parece ser delicioso!

Boa semana!

Jovem Jornalista
Instagram

Até mais, Emerson Garcia

Isa Sá disse...

Bonitas fotos.

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Pandora disse...

Eu não conhecia essa receita de pudim. Deu vontade! Sempre fico constrangida comigo mesma quando penso que ainda não li Cora Coralina! Que lugar lindo esse que você fotografou! Um prêmio para os olhos, também sinto falta de passeios, me sinto as vezes asfixiada dentro de casa.

https://elfpandora.blogspot.com/

Denise disse...

Que bela postagem! Imagino que o gostinho deste pudim deve ser muito bom, combinando o azedinho do iogurte com o doce do leite condensado. Com calda, melhor ainda!
A leitura também é bem convidativa e as paisagens encantadoras!
Grande abraço e ótimo final de semana!
http://dedeartes-denise.blogspot.com

Receitas e Truques da Clarinha disse...

Esse pudim ficou interessante.
Não conhecia essa receita.

Beijinhos,
Clarinha
https://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.com/2021/07/esparguete-com-salsichas-frescas.html

Pin It button on image hover