quarta-feira, 12 de junho de 2024

Dia dos namorados de 2024 e o livro A Parábola do Semeador

 

Olá, 

já tendo postado várias sugestões de comidas e receitas para o dia dos namorados, ao longo dos anos, hoje me permiti publicar apenas estes bombons que ganhei, para que a data não passasse em branco. 



Porém, quem tivesse desejado fazer uns bombons caseiros, mais bonitos que os da foto acima e até talvez mais saborosos, podia ter feito os da foto abaixo, cuja receita publiquei aqui.


Claro que num dia como hoje a gente escolhe objetos decorativos que tenham relação com a data.



                                        〰 〰 〰

A Parábola do semeador (The Parable of de sower), de Octavia E. Butler

    Atenção o texto abaixo contém revelações sobre o enredo do livro da foto!

 Cheguei a este livro apenas porque li uma citação da autora. A citação dizia: 

"Tudo que você toca, você muda,

Tudo que você muda, muda você.

A única verdade perene é a mudança"


 Gostei da citação e tinha acabado de descobrir que a autora era escritora, quando minha filha Lili, me perguntou o que eu gostaria de ganhar no dia das mães. Eu respondi que estava curiosa sobre uma autora estadunidense. Lili anotou o nome da mulher e assim ganhei dois livros dela: A Parábola do semeador e Kindred, que eu ainda não abri, mas quero ler em breve.

A Parábola do semeador, que "começou" a ser escrito em 2024, em forma de diário, por uma menina negra, narra os acontecimentos vividos por essa menina, a família dela e outras pessoas que se juntam a ela, nos anos seguintes (até 2027).

 Não muito depois do início, quando a menina ainda vivia com o pai – um tipo de sacerdote - a madrasta e os irmãos, ela perde todos os parentes. E os perde porque a vida na Terra havia se tornado infernal, após uma grave crise climática e econômica. 

No início da estória a menina está vivendo num condomínio murado (de gente pobre, mas com o “privilégio”, de possuir uma casa). Fora do condomínio fervilha de gente sem teto, desempregada, faminta, sedenta (a água havia se tornado um bem caríssimo) e pronta para matar ou morrer por tudo que necessitava para sobreviver. O condomínio todo dia era atacado por ladrões ou alvejado por tiros, que sempre matava alguém. No meio dessa gente havia também viciados e alguns desses eram dependentes de uma droga nova, chamada Piro, que fazia com que a pessoa ansiasse por um incêndio, o que a levava a botar fogo no que estivesse em volta.  

Nesse cenário apocalíptico, milhões de pessoas se põem a andar, em busca de abrigo em outras cidades. É um esforço vão porque todas as cidades se encontram mais ou menos no mesmo estado. E a “viagem” desses andarilhos é cheia de perigos, sendo que muitos deles perdem a vida durante a travessia. Mas o mesmo acontece aos que não pensam em se deslocar. A polícia virou uma milícia, que mais atrapalha do que ajuda. O povo teme a polícia do mesmo modo que teme os bandidos, ou os enlouquecidos por necessidades ou drogas.   Empregos inexistem, embora algumas pessoas possam – com "sorte" – obter trabalho em troca de comida. O regime desse tipo de trabalho é o mesmo que vigorava durante os séculos de escravidão do povo negro (mas agora todas as raças estão sujeitas às mesmas normas). O que antes era a classe média tornou-se uma horda de miseráveis, após perderem os bens, os parentes e todas as possibilidades da vida normal. Então, a perspectiva para todos (que não são ricos) é tornarem-se escravos.  

No meio disso tudo a menina – madura para idade – precoce e com um dom para a liderança, vai intuindo uma nova religião e pensa em arregimentar as pessoas que vão se juntando a ela, para que criem uma nova igreja.

                                  〰 〰 〰

O detalhe interessante desse livro é que ele foi lançado em 1993. A estória se passa, portanto, no futuro. Mas eu achei a situação descrita um pouco parecida com a que estamos vivendo. Pelo menos no que diz respeito ao início de tudo.  

  〰 〰 〰
E é só para o momento, até já! 


32 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Boa noite do Amor, querida amiga Marly!
Li com atenção, fui me transportando para nossa época atual onde tudo que narrou aqui é possível de ser verdade, embora ficção.
Só de pensar num futuro breve, é de arrepiar.
Enfim, vou ficar com as delícias dos bombons que nos mostrou e a linda ornamentação da sua mesa.
Gosto do carinho com que prepara tudo.
Tenha dias abençoados!
Beijinhos

Pedrita disse...

muito linda a mesa. não conhecia esse livro. bonita capa. beijos, pedrita

Sérgio Santos disse...

Esses bombons eu já comi e nao acho grandes coisas, Marly. Esse da sua receita deve ser mt melhor. Mas adorei os objetos. bjão!!!

chica disse...

Marly, os bombons que ganhaste são lindos,mas garanto que os teus são mais deliciosos. Todos show! E só pela citação inicial, nos instiga a imaginar que o livro também é muito interessante. Gostei!beijos, tudo de bom,chica

Luiz Gomes disse...

Boa noite. Obrigado pela ajuda e correção, minha querida Marly. As vezes eu digito no zap, quando não tenho tempo e colo.
Mais ela realmente é o terceiro lugar mais visitado do Rio. Tem um fila enorme. Mas, vale a pena.

Stefania disse...

Mi ricordo molto bene la ricetta dei tuoi cioccolatini a forma di cuore 😋
Grazie mille per la recensione del libro, sembra molto interessante

She disse...

Olá, prazer!
Que delícia de cantinho o seu, adorei.
Beijo, beijo e ótima semana.
She

Jovem Jornalista disse...

Que fofura esses itens em homenagem ao Dia dos namorados. Gostei de ver e de acompanhar.

Boa semana!

O JOVEM JORNALISTA está no ar cheio de posts novos e novidades! Não deixe de conferir!

Jovem Jornalista
Instagram

Até mais, Emerson Garcia

Luiz Gomes disse...

Desculpe, nem fiz o comentário sobre o Dia dos Namorados. Espero que tenha sido ótimo. Uma excelente segunda-feira.

Luiz Gomes disse...

Boa tarde e uma excelente quarta-feira minha querida amiga Marly. Como fui criado numa Igreja Batista, sempre via a esposa do pastor tocando piano (eles eram ou são Galeses), tem muito tempo isso kkkk, mais de trinta anos. Sempre fui apaixonado por piano, mas nunca me dediquei, tentei até violão, não deu certo. Como sou barítono, canto desde pequeno e até hoje. Grande abraço carioca.

Sintra blogue disse...

Obrigado
https://sintrabloguecintia.blogspot.com/

Luiz Gomes disse...

Boa Noite minha querida amiga Marly. Tivemos no outono, mais calor do que frio. Muito diferente do outono passado, maio do ano passado foi um frio. Para mim, mais do que o próprio inverno 2023. Sobre Niterói é fácil levo você e sua família. Só escolher o lugar. As fotos de Niterói, tirei em dias diferentes, as do sol e ponte Rio-Niterói para mim, são as mais lindas do outono.

Luiz Gomes disse...

Bom final de semana, grande abraço carioca.

Maria Rodrigues disse...

Lindas imagens para celebrar o Dia dos Namorados, por aqui foi em 14 de Fevereiro.
Gostei da resenha de livro deve ser uma excelente leitura.
Beijinhos

Luiz Gomes disse...

Boa noite. Obrigado pela visita e comentário minha querida amiga Marly. O Parque das Águas em Niterói, foi uma grande surpresa. Um lugar cheio de grandes histórias.

Luiz Gomes disse...

Boa Noite minha querida amiga Marly. Teremos 2 matérias de exposições do MAC. Uma dividida em duas partes. Alerta de Spoiler. Já fiz várias postagens sobre o MAC, mais para as 2 postagens, terei que começar por ele.

Sérgio Santos disse...

Tambem gostei da citação doo livro, Marly. Nao conhecia, mas parece mt bom. Bjs e boa semana.

Nal Pontes disse...

Oi Marly sua mesa dos namorados com tom vermelhos e os bombons tudo muito lindo. Achei um mimo lindo as xícaras. O livro uma história de arrepiar. Muito triste. Bjs querida. Abcs NalPontes

Luiz Gomes disse...

Boa tarde e bom final de semana, com muita paz e saúde. Infelizmente minha querida amiga Marly, os povos indígenas, sofreram ou ainda sofrem muito. E muito dos medicamentos que muitas vezes usamos, foram passados de geração e geração.

Pandora disse...

Que caixa linda! Os bombons com carinha de deliciosos. Eu amei as xícaras, perfeitas! Eu tenho em minha estante o livro "A Parábola do Semeador" e sua continuação, li justamente o Kindred, me apaixonei pela escrita da Octavia e por isso acabei comprando essa duologia.

Eu concordo bastante contigo em que estamos em uma condição bem parecida com a descrita pela Octavia, inclusive me sinto levemente assustada. Achei interessante a coincidência da história acontecer em 2024 e você ter pedido o livro de presente justamente nesse ano, o time do teu desejo de leitora foi perfeito. Vou me esforçar para ler essa história ainda esse ano pq acho que merece né?!?!

Luiz Gomes disse...

Boa Noite, minha querida amiga Marly. Acho que as últimas, postagens se enquadram perfeitamente, no que vimos ultimamente, principalmente, nesse último ano. Espero que tenhamos pessoal técnicas e que saibam lidar com esses últimos acontecimentos, principalmente no Pantanal que fica mais próximo do DF, do que do Rio de Janeiro. Lembro que tivemos uma queimada, não lembro se foi no Pantanal ou na Amazônia. Aqui no Rio, fiz um teste com a água da chuva, ficou um pouco marrom.

Luiz Gomes disse...

Boa noite, minha querida amiga Marly. Quanto mais cultura e educação, melhor. Desejo um excelente mês de julho. O inverno, apareceu um pouquinho no Rio, talvez amanhã, já sumirá um pouco. Grande abraço carioca.

Luiz Gomes disse...

Boa tarde e uma excelente quinta-feira minha querida amiga Marly. Algumas artes são difíceis de entender (nunca saberemos o que se passa ou passou na mente do artista ou da artista). Mas, em ser um lugar gratuito, vale a pena conhecer. E espero conhecer o CCBB Brasília.

Luiz Gomes disse...

Boa tarde, excelente domingo e um bom início de semana minha querida amiga Marly. Espero conhecer, Brasília de verdade.

Luiz Gomes disse...

Boa tarde Marly. Erro corrigido. E pode corrigir sempre que achar um. Obrigado. O Emerson de Brasília, não percebeu kkk, só você. Obrigado. As vezes digito no celular e colo na hora de postar. Muito obrigado.

Vanessa disse...

Oi Marly,
Amei ver essa caixa de bombons, muito linda.

E amei a citação do livro, parece um livro muito bom de se ler. Eu tô mega parada nas leituras mas em breve espero voltar a ativa.
Beijos.


https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

Sérgio Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sérgio Santos disse...

O vasinho vermelho tb é lindo, Marly!

Luiz Gomes disse...

Boa tarde de sexta-feira e bom final de semana minha querida amiga Marly. Grande abraço carioca.

Rajani Rehana disse...

Great blog

Rajani Rehana disse...

Please read my post

Luiz Gomes disse...

Boa Noite, minha querida amiga Marly. Nosso artesanato é maravilhoso. Talvez não tão valorizado, não digo no sentido $$$. Só o artesão sabe o trabalho que dá em produzir uma peça. Sei que, a maioria dos brasileiros como eu, não sai comprando todos artesanatos, por onde passa e as vezes a falta do dinheiro não deixa. Como sou apaixonado por coleção de chaveiros, sempre compro alguns por onde eu passo, nem todas cidades possuem, no meu ver, seria uma forma de falar sobre a cidade ou divulgação. Tenho vários: lembrei de vc, com o nome da cidade. Tenho uma amiga de Santa Bárbara MG, trabalha na Secretaria Municipal de Cultura e passou a produzir e vender chaveiros sobre as cidades da região.

Pin It button on image hover